Nas Bancas

Grávida de seis meses, Sara Esteves Cardoso vai ser mãe de um menino

A relações-públicas e o companheiro, o músico João Campos, já sabem que vão ser pais de um menino, Vicente, que deverá nascer em outubro. A viver em pleno a gravidez, Sara Esteves Cardoso aguarda com serenidade o nascimento do filho.

Marta Mesquita
14 de julho de 2013, 14:00

Aos sete meses degravidez, Sara Esteves Cardoso, de 32 anos, já sabe que vai ser mãe deum menino, que deverá nascer em outubro. Para homenagear o pai, MiguelEsteves Cardoso, a relações-públicas decidiu que o bebé se vai chamarVicente, o segundo nome do escritor.
Ao seu lado nesta aventura da maternidade Sara tem tido o companheiro, o músicoJoão Campos, de 40 anos. Cúmplices em tudo, a relações-públicasassegurou que o companheiro “também está grávido” e que têm vivido “agravidez como se fôssemos um.”
A três meses de ser mãe, Sara Esteves Cardoso conversou com a CARAS e partilhouas emo­ções que pautam este momento tão especial da sua vida.
– Ficou contente quando soube que ia ter um menino?

 Sara Esteves Cardoso – Fi­quei muitocontente. Estávamos um bocadinho ansiosos para saber o sexo do bebé, porquequeríamos dar-lhe um nome para ter a sua individualidade. Quando lhe demos umnome, ele tornou-se mais nosso. E agora falo muito com ele. Já temos umarelação mais real, por assim dizer.
– E já escolheram o nome...
– Sim. Vicente, que quer dizer ‘vencedor’ e é o segundo nome do meu pai. Pensoque é uma bonita homenagem que lhe faço. Admiro muito o meu pai e a minha mãe,porque me deram a capacidade para sonhar. Acho que hoje em dia, no mundo em quevivemos, é tudo muito descartável e os meus pais sempre me ensinaram que omelhor é ficar, permanecer, amar. Deram à minha vida uma componente de magia ede liberdade. E é isso que queremos dar ao nosso filho. Quero ser uma mãelivre. Quero deixá-lo ser aquilo que ele quiser. Isso é que é amor. Claro quecá estaremos para ampará-lo nas quedas. Acho que nós os três vamos ser muitocúmplices.
– Como é que tem vivido esta fase tão única na sua vida?
– Com muita serenidade, mas tenho questionado tudo, o que me parece sernormal, porque não quero falhar. Todas queremos ser ótimas mães e estar semprelá para os nossos filhos, mas sei que vou falhar, o que é normal, ninguém éperfeito. Sinto-me abençoada por estar a gerar uma vida. Já me sinto mesmo mãe.É quase poético a combinação do ADN de duas pessoas gerar uma vida. Queroaproveitar ao máximo a gravidez, porque é o único momento na vida em que oVicente é só meu e do João.
– Acredito que o João também esteja muito entusiasmado com a sua gravidez...
– O João também está grávido! Estamos a viver a gravidez como se fôssemos um.Ele enjoa, tem alterações de humor, também já engordou... Como temos umarelação tão íntima, só faz sentido viver a gravidez assim. Ele também falaimenso comigo sobre as suas dúvidas e está a viver tudo isto de forma plena,dentro do possível.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras