Nas Bancas

Paulo Portas

Paulo Portas

Getty Images

Paulo Portas apresenta demissão

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou esta terça-feira o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro.

Redação CARAS
2 de julho de 2013, 16:43

Um dia depois do ministro Vítor Gaspar ter abandonado o Governo e de ter sido anunciado que seria suibstituído pela secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, foi a vez de Paulo Portas, ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, apresentar a sua demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.
Leia o comunicado de demissão de Paulo Portas:
1. Apresentei hoje demanhã a minha demissão do Governo ao primeiro-ministro.
2. Com a apresentação do pedido de demissão, que é irrevogável, obedeço à minhaconsciência e mais não posso fazer.
3. São conhecidas as diferenças políticas que tive com o ministro das Finanças.A sua decisão pessoal de sair permitia abrir um ciclo político e económicodiferente. A escolha feita pelo primeiro-ministro teria, por isso, de serespecialmente cuidadosa e consensual.
4. O primeiro-ministro entendeu seguir o caminho da mera continuidade noMinistério das Finanças. Respeito mas discordo.
5. Expressei, atempadamente, este ponto de vista ao primeiro-ministro que,ainda assim, confirmou a sua escolha. Em consequência, e tendo em atenção aimportância decisiva do Ministério das Finanças, ficar no Governo seria um actode dissimulação. Não é politicamente sustentável, nem é pessoalmente exigível.
6. Ao longo destes dois anos protegi até ao limite das minhas forças o valor daestabilidade. Porém, a forma como, reiteradamente, as decisões são tomadas noGoverno torna, efectivamente, dispensável o meu contributo.
7. Agradeço a todos os meus colaboradores no Ministério dos Negócios Estrangeirosa sua ajuda inestimável que não esquecerei. Agradeço aos meus colegas deGoverno, sem distinção partidária, toda a amizade e cooperação.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras