Nas Bancas

O regresso de John Galliano

O criador deu uma entrevista emotiva na qual expressou o seu arrependimento pelos comentários antissemitas que acabaram por arruinar a sua vida e a sua carreira.

Redação CARAS
16 de junho de 2013, 17:57

No auge da sua carreira e com o seu nome entre os grandes designers de moda internacionais, John Galliano perdeu tudo: foi despedido da Casa Dior, na qual era diretor criativo, e também da sua própria marca. Tudo porque devido ao consumo de álcool e drogas proferiu comentários racistas e antissemitas num café de Paris. O episódio que remonta a fevereiro de 2011 foi filmado e divulgado pelas vítimas e a vida do estilista desmoronou-se.
Agora, e depois de passar por um processo de reabilitação, John Galliano está de regresso e não esconde o seu arrependimento. Na semana passada deu uma entrevista para o programa Charlie Rose, da televisão norte-americana, e mostrou que está um homem diferente, por dentro e por fora. De facto, o designer abandonou o estilo excêntrico que o caracterizava e apareceu com um look muito mais sóbrio.
“Peço desculpas e estou a fazer os possíveis para emendar o meu erro”, afirmou, admitindo que na altura estava numa fase complicada da sua vida: “Estava doente. O alcoolismo tomou conta da minha vida muito lentamente e começou a ser recorrente. Depois de cada coleção, depois de cada desafio criativo, chegava esse momento [de fraqueza].
Galliano disse ainda que pretende regressar à moda, que é onde consegue dar o melhor de si. Durante a sua recuperação desenhou o vestido de noiva da amiga Kate Moss e recentemente colaborou com Oscar de la Renta.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras