Nas Bancas

Michael Douglas

Michael Douglas

Getty Images

Michael Douglas diz que as suas palavras foram mal interpretadas

O ator garante que não espera que a sua entrevista ao ‘The Guardian’ causasse tanta polémica.

Redação CARAS
7 de junho de 2013, 13:30

Três anos depois de lheter sido diagnosticado cancro na garganta e de superada a doença, Michael Douglas, de 68 anos, deu umaentrevista ao jornal The Guardian, naqual fez revelações polémicas. O ator disse que o cancro foi provocado pelo Vírusdo Papiloma Humano e que lhe foi transmitido através da prática de sexo oral.Já depois de ver que as suas declarações estavam a causar polémica, MichaelDouglas desmentiu, através do seu porta-voz, que tenha dito exatamente isso,mas a publicação acabou por publicar a gravação da entrevista, na qual o atorafirmou: “Sem entrar em detalhes, este cancro muito específico é causadopelo vírus do papiloma humano (HPV) e vem [da prática] decunnilingus”. "Eu estavapreocupado em saber se as preocupações causadas pela detenção do meu filho nãotinham contribuído para causar o cancro, mas não, deveu-se a uma doençasexualmente transmissível", avançou ainda Michael Douglas, cujo filhomais velho, Cameron, está a cumprir uma pena de dez anos de prisãopor posse e tráfico de droga.
Entretanto, e depois de verificar o impacto que as suas declarações tiveram naopinião pública, o marido de CatherineZeta-Jones já voltou a comentar o tema. “Converti-me na imagem do sexo oral.Tentei fazer um pouco de serviço público ao falar do Vírus do Papiloma Humano (HPV), uma daspoucas áreas do cancro que podem ser controladas e há coisas de que os jovens devemter conhecimento”, afirmou o artista, considerando que as suas palavrasforam mal interpretadas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras