Nas Bancas

Joaquim de Almeida: “Não encorajo o Lourenço a seguir a minha profissão”

O ator e o filho mais velho emprestam as vozes a duas personagens do filme ‘Gru – O Maldisposto 2’. Esta foi a primeira experiência de Lourenço em dobragens, para a qual contou com a ajuda do pai, com quem revelou ter uma relação de amizade, cumplicidade, além de sentir por ele muita admiração.

Redação CARAS
10 de maio de 2013, 17:00

Depois de já terem participado juntos em dois filmes, Joaquim de Almeida e o filho mais velho, Lourenço, de 20 anos, dão agora voz a duas personagens do filme Gru – O Maldisposto 2, com estreia prevista para 4 de julho. “Foi uma experiência muito engraçada e a primeira vez que demos vozes a personagens juntos, apesar de o fazermos sempre em separado”, explicou o ator, garantindo que apesar de apoiar o filho em todas as suas decisões preferia que ele não seguisse os seus passos: “Ainda não percebi se o Lourenço quer seguir este caminho ou não. Ele estuda economia e teatro e eu preferia que se dedicasse mais à primeira. Não o encorajo a seguir a minha profissão, pois a dificuldade é muito grande. O glamour que as pessoas pensam que existe não é verdade. Há muita solidão e pouco tempo para a família e amigos.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras