Nas Bancas

Margarida Sousa Uva: “Ser avó é muito bom, adoro brincar com o meu neto”

A mulher do presidente da Comissão Europeia é a vice-presidente da Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas, que inaugurou a sua sede em Lisboa. Nessa ocasião, Margarida Sousa Uva falou da vida em Bruxelas, das saudades da família e de como se sente no papel de avó.

Redação CARAS
25 de abril de 2013, 16:00

Vive entre Bruxelas e Portugal e a pri­meira coisa que faz todas as vezes que chega a Lisboa é matar as saudades dos filhos e do neto, Manuel Maria, de dois anos. Margarida Sousa Uva está há cerca de nove anos em Bruxelas, onde o marido, José Manuel Durão Barroso, preside à Comissão Europeia. “Têm sido tempos de aprendizagem e temos vivido experiências interessantes e ricas”, disse a vice-presidente da Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas (APCD), com quem conversámos por ocasião da inau­guração da sua sede em Lisboa.
Acerca do papel de avó, Margarida Sousa Uva conta que “é muito bom”. “Brinco imenso com o meu neto e o que mais gosto de fazer é observá-lo. É muito engraçado.”
Margarida Sousa Uva tem orgulho na APCD, criada em 2007: "O que mais nos honra é o trabalho com as famílias e os protocolos assinados com a GNR e a PJ, que são a prova da utilidade do nosso trabalho.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras