Nas Bancas

Natascha Kampusch

Natascha Kampusch

Getty Images

Natascha Kampusch na antestreia do filme sobre o seu sequestro

'3.096 Dias' conta a história da jovem austríaca que foi raptada aos 10 anos e conseguiu fugir aos 18.

Redação CARAS
26 de fevereiro de 2013, 14:26

Três mil e noventa e seis dias foi o tempo que Natascha Kampusch passou em cativeiro depois de ter sido sequestrada, aos 10 anos, por Wolfgang Priklopil.
A jovem austríaca conseguiu fugir aos 18 anos e contou a sua história no livro com o título 3.096 Dias e que foi agora adaptado ao cinema.
"Era óbvio que só um de nós iría sobreviver. No fim fui eu, não ele." É com esta frase que começa o filme cuja antestreia decorreu no passado dia 25 de fevereiro em Viena e que retrata a humilhação e violência a que a jovem foi submetida durante oito anos.
Recorde-se que Natascha Kampusch foi sequestrada a 2 de março de 1998 quando ia para a escola. Wolfgang Priklopil manteve a jovem prisioneira, numa cave sem janelas, violou-a e abusou dela até que esta conseguiu escapar-se a 25 de agosto de 2006. O seu raptor suicidou-se nesse dia.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras