Nas Bancas

Testemunha revela que ouviu gritos de uma mulher entre os disparos de Oscar Pistorius

A revelação foi feita durante a audiência desta quarta-feira em Pretória.

Redação CARAS
20 de fevereiro de 2013, 15:59

O procurador Gerrie Nel afirmou esta quarta-feira no tribunal de Pretória que uma testemunha ouviu os gritos de uma mulher entre os disparos de Oscar Pistorius, acusado do homicídio premeditado da namorada, Reeva Steenkamp. A testemunha ouviu gritos entre as 2h e 3h da manhã da passada quinta-feira, dia 14, pouco tempo antes da modelo ter sido assassinada. Nel afirmou que não há dados que sustentem a tese de que o atleta confundiu a namorada com um ladrão.
Mais tarde, o investigador da polícia Hilton Botha disse: “Temos o testemunho de uma pessoa que disse que depois de ter ouvido tiros, foi à varanda e viu a luz acesa [na casa de Pistorius], em seguida ouviu uma mulher gritar duas ou três vezes, e novos disparos”, garantiu, declarando que o intervalo entre o primeiro disparo e os seguintes foi de 17 minutos.
O investigador descreveu o cenário que encontrou na casa de Pistorius às 4h15 da madrugada, onde Reeva já tinha sido declarada morta pelos paramédicos. “Acredito que ele sabia que ela estava na casa de banho”, disse. Hilton Botha acrescentou que o atleta vai ser acusado de posse ilegal de munições calibre 38 encontradas em sua casa.
Além de tentar conseguir a libertação sob caução de Oscar Pistorius, a defesa pretende que o atleta, caso continue sob custódia, fique nas celas da polícia em vez de ser transferido para uma prisão.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras