Nas Bancas

John Galliano

John Galliano

Getty Images

John Galliano vence primeira batalha contra a casa Dior

O ex-diretor criativo da marca francesa alegou que o seu despedimento foi injustificado.

Redação CARAS
6 de fevereiro de 2013, 17:43

John Galliano venceu, na passada segunda-feira, dia 5, a primeira batalha legal contra a casa Dior. O ex-diretor criativo da marca francesa, que foi afastado do cargo devido às suas polémicas declarações anti-semitas em março de 2011, alegou que o seu despedimento foi injustificado.
De acordo com a advogada do criador de moda, Chantal Giraud-van Gaver, a sua saída não foi motivada por nenhuma “causa real e séria”, pelo que pediu à marca uma indemnização cujo montante não foi clarificado.
A marca francesa defende que o Tribunal do Trabalho não é competente para tratar do processo, já que o estilista não era um empregado da empresa, mas sim um trabalhador independente, pois tinha assinado diferentes contratos que incluíam cláusulas de exclusividade.
Por seu lado, a advogada de Galliano alegou que, apesar do estatuto diferente do seu cliente, este era, sem dúvida, um “empregado da Dior e da marca com o seu nome”, da qual também foi despedido.
Após a sentença do tribunal, o processo de despedimento injustificado interposto por John Galliano continuará em curso, no entanto, a Casa Dior tem 15 dias para recorrer da decisão. Se for o caso, o processo será transferido para o Tribunal de Paris num prazo de oito meses.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras