Nas Bancas

Adelaide Ferreira

Adelaide Ferreira

Catarina Larcher

Adelaide Ferreira protegida pela lei portuguesa

A cantora está indiciada pela polícia brasileira por, alegadamente, ter ajudado a filha menor a abortar.

Redação CARAS
22 de janeiro de 2013, 00:55

Adelaide Ferreira é acusada pelas autoridades brasileiras de terajudado a filha mais velha, Luana,de 15 anos, a abortar. Apesar de já ter sido enviada uma carta rogatória àInterpol, para que a artista seja interrogada pela Polícia Judiciária, não existeo risco de ter de cumprir pena no Brasil, mesmo que fique provado que auxilioua jovem a interromper a gravidez. Isto porque a cantora já se encontra emPortugal. Além disso, não poderá ser aplicada qualquer medida de coação.
Recorde-se que o caso foi tornado público este sábado, dia 19, pelo jornal A Gazeta, publicado no estado doMato Grosso, onde o crime terá sido praticado. De acordo com a publicação, osfactos ocorreram no passado dia 4, quando a filha da artista deu entrada noHospital Julio Muller, em Cuiabá, com hemorragias, depois de ter tomadomedicamentos para abortar comprados na internet. A polícia acusa AdelaideFerreira de cumplicidade, apesar de Luana negar o envolvimento de terceiros nocaso.
O pai da criança será um jovem de 21 anos, com quem Luana mantém uma relação hácerca de um ano. O casal terá mesmo chegado a morar na casa da jovem, emCascais, mas em outubro do ano passado os dois mudaram-se para Cuiabá, para aresidência da mãe do jovem, que é enfermeira no hospital onde Luana foiassistida.
O centro médico comunicou o caso às autoridades brasileiras, que já enviou umacarta rogatória Polícia Judiciária, para que Adelaide Ferreira seja interrogadaem Portugal.
A cantora é ainda mãe de Alexia

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras