Nas Bancas

Mickael Carreira confidencia: “Sou cada vez mais romântico”

O cantor, que é filho de Tony Carreira, apresentou recentemente o ‘single’ ‘Porque Ainda te Amo’. No início do próximo ano, Mickael já vai começar a preparar um novo álbum.

Marta Mesquita
1 de janeiro de 2013, 14:00

"Estou a viver um sonho, porque faço aquilo que mais prazer me dá: cantar.” É desta maneira que Mickael Carreira, de 26 anos, define a sua vida. Desde o início da sua carreira, em 2006, o cantor tem somado sucessos e o seu mais recente single, Porque Ainda te Amo, cujo videoclip é protagonizado por si e pela atriz Rita Pereira, já é um êxito junto dos seus milhares de fãs.
Tendo como mote o seu mais recente tema musical, o cantor conversou com a CARAS e revelou o que faz de si um homem profundamente feliz.
– Foi divertido gravar o video­clip Porque Ainda te Amo ao lado de Rita Pereira?
Mickael Carreira
– Sim, sem dúvida. Queria um videoclip com muito acting, daí ter escolhido a Rita Pereira, que é atriz. Ela ouviu a música, gostou e aceitou o convite. Este tema sempre foi muito especial para mim. Por isso, tinha de ser um dos singles deste disco, Viver a Vida. A história da música diz-me muito e tem uma melodia muito bonita. É um dos temas mais especiais que gravei até hoje.
– Pelos vistos é um homem muito romântico...
– Sou cada vez mais romântico, mas também sou realista. Acho que é muito importante acreditarmos no amor. É fundamental acreditar que vamos encontrar aquela pessoa que nos vai acompanhar para o resto da nossa vida.
– E já encontrou essa pessoa? Tem sido fotografado com a apresentadora da SIC, Laura Figueiredo...
– Não vou comentar esse assunto.
– Mas está feliz em todos os campos da sua vida?
– Sim, a nível pessoal tenho uma família e uns amigos fantásticos e profissionalmente estou a viver um sonho, porque faço aquilo que mais prazer me dá: cantar.
– Está muito dedicado à sua carreira. Com tantas solicitações profissionais, acredito que não seja fácil ter tempo para estar com as pessoas de quem mais gosta...
– É verdade que tenho menos tempo para os amigos e para a família, mas quando estou com eles desligo-me completamente do trabalho. Acho que é importante separar totalmente uma área da outra.
– Já não vive com os seus pais há algum tempo. Gosta de ter essa independência?
– Gosto. Quando comecei a viver sozinho senti um choque, porque não estava habituado, mas acho que isso acontece a todas as pessoas. Hoje, já gosto bastante.
– Quem é o Mickael fora dos palcos?
– Quando não estou em tournée faço tudo o que um rapaz de 26 anos faz: adoro estar com os meus amigos em minha casa, ir ao cinema e jantar fora. Gosto de ter uma vida o mais normal possível.
Não equaciona conciliar a música com a representação, como o seu irmão, David?
– Acho que não. Não tenho jeito para representar. Já fiz uma par­ticipação na novela Doce Fu­gitiva e gostei da experiência, mas ser protagonista de uma novela não é para mim. O que me dá mais prazer são os concertos. Estar em cima de um palco dá-nos uma adrenalina única que só percebe quem passa por isso.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras