Nas Bancas

Scarlett Johansson

Scarlett Johansson

Getty Images

'Hacker' que roubou fotos de Scarlett Johansson condenando a 10 anos de prisão

Christopher Chaney expôs a vida íntima da atriz e de outras celebridades como Mila Kunis e Christina Aguilera.

Redação CARAS
18 de dezembro de 2012, 17:51

Christopher Chaney, o hacker mais temido pelas personalidades do mundo do espectáculo, foi apanhado, julgado e condenado. O pirata informático, de 35 anos, foi punido por violar a vida íntima de personalidades como Scarlett Johansson, Mila Kunis, Renee Olstead e Christina Aguilera com 10 anos de prisão.
"Sinto-me humilhada e envergonhada", declarou Scarlett quando se tornaram públicas fotos intimas em que a atriz aparecia seminua.
Christopher Chaney violava a privacidade das estrelas acedendo às suas contas de e-mail, aos seus telefones e até aos arquivos pessoais guardados nos seus computadores. "A sensação de segurança nunca mais poderá ser recuperada. Não há compensação que possa reparar tamanha invasão de privacidade", confessou outra das vítimas, Christina Aguilera.
O hacker foi perseguido durante 11 meses pelo FBI e foi detido em Outubro de 2011. Em Março deste ano Chaney declarou-se culpado pelas 26 acusações e o juiz responsável pelo processo, considerando que "este tipo de crimes é pernicioso e tão grave quanto o assédio físico", condenou-o a uma pena de prisão de 10 anos e ainda ao pagamento de uma indemnização no valor de 76 mil dólares (mais de 57 mil euros) às atrizes Johansson, Aguilera e Olstead.
"Além de pedir desculpa, não sei o que dizer. Podem proibir-me para sempre de mexer num computador. Não me importo", declarou Chaney. 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras