Nas Bancas

157453815.jpg

Getty Images

Dolce e Gabbana aguardam sentença por fraude fiscal

Os estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana são acusados de ter fugido com mil milhões de euros ao fisco.

Redação CARAS
5 de dezembro de 2012, 13:14

O julgamento dos estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana, acusados de fraude fiscal, começou na passada segunda-feira, dia 3, em Milão. Os dois criadores italianos terão fugido com mil milhões de euros ao fisco. A acusação garante que Dolce e Gabbana falsificaram a sua declaração de rendimentos para evitar que cada um pagasse 416, 8 milhões de euros ao Estado. Além disso, a dupla de criadores terá desviado 200 milhões de euros do Tesouro italiano em 2004, através de uma empresa com sede no Luxemburgo.
Domenico Dolce e Stefano Gabbana não estiveram presentes na audiência e deixaram a defesa nas mãos do seu advogado, Massimo Di Noia, que pediu a anulação do caso, alegando omissão de documentos.
Depois de saber que tinha sido acusado de fraude fiscal, Stefano Gabbana deixou uma mensagem no Twitter. “Ladrões! Não sabem o que fazer para nos tirar dinheiro. É verdade o que disse, que em Itália fazem o que lhes apetece. É melhor sair deste país”, escreveu.
A juíza do processo, Antonela Branbilla, vai pronunciar-se no próximo dia 14 de dezembro. Se o julgamento se concretizar, a dupla de estilistas poderá enfrentar uma pena até cinco anos de prisão.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras