Nas Bancas

Fernanda Ferreira Velez: Autora do ‘Blog da Carlota’ apresenta a família

A antiga gestora de ‘marketing’ e o marido, João Ferreira, foram pais de Carlota há um ano. Quatro meses depois do nascimento da filha, Fernanda, que se tornou mãe a tempo inteiro, criou um blogue no qual escreve sobre vários temas relacionados com o mundo dos bebés e das crianças.

Marta Mesquita
18 de novembro de 2012, 10:00

Fernanda Ferreira Velez, de 32 anos, nunca teve como objetivo de vida ser mãe. Contudo, quando conheceu o marido, o administrador editorial João Ferreira, com quem está casada há três anos, a antiga gestora de marketing da Bertrand Editora confessa: “Aí, ter um filho começou a fazer todo o sentido.”Com o nascimento de Carlota, agora com um ano, Fernanda decidiu abdicar da sua profissão para se dedicar em exclusivo à filha, uma sugestão do marido com a qual concordou em pleno. Ganho algum tempo livre, decidiu criar o Blog da Carlota, um projeto que já se tornou a sua ocupação profissional, como nos contou nesta tarde passada em sua casa, em Lisboa, ao lado da família.
– O que a levou a criar o seu blogue?
Fernanda Ferreira Velez
– Sempre gostei muito de moda e já pensava há muito tempo, mesmo antes de ser mãe, em ter um blogue. Contudo, só avancei com esse projeto quando a Carlota tinha quatro meses. O blogue começou por estar mais ligado à moda e à estética, contudo, rapidamente comecei a diversificar os assuntos e hoje em dia falo de quase tudo o que esteja relacionado com o mundo dos bebés e das crianças. Depois, é uma excelente ferramenta para registar o crescimento da Carlota.
– O que começou por ser um hobby já se tornou praticamente a sua profissão...
– Quando a Carlota nasceu decidi que iria dedicar-me exclusivamente a ela nos seus primeiros anos. O blogue começou por ser uma brincadeira, uma maneira de me ocu­par, mas agora é um projeto que exige muita dedicação. Sinto que se tornou a minha profissão, embora não o queira ver dominado por interesses comerciais. Irá sempre refletir os meus gostos pessoais.
– Até ao nascimento da Carlota, a Fer­nanda sempre foi profissionalmente muito ativa. Não se arrepende de se ter tornado mãe a tempo inteiro?
–  Não sei se terei mais filhos e sempre achei que quando se tem um bebé é uma pena não aproveitar ao máximo essa fase. Como tinha condições para isso, decidi experimentar ser mãe a tempo inteiro. Uma mulher só pode sentir-se completa depois de ter um filho. É um cliché, mas assenta-me que nem uma luva!
– Diz que não sabe se vai ter mais filhos, mas sente esse desejo?
– Ainda não pensei muito sobre isso. Se tiver, vai ser como a Carlota: ‘acordei’ e quis ser mãe.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras