Nas Bancas

1.jpg

D.R.

Curta-metragem portuguesa finalista no concurso do Rio de Janeiro

‘Ó pai, o que é a crise?’, de José Vieira Mendes, é finalista no Cel.U.Cine Festival de Micrometragens, na categoria especial Prémio RioFilme.

12 de novembro de 2012, 16:59

A curta-metragem portuguesa Ó Pai o Que é a Crise?, realizada pelo crítico de cinema e jornalista José Vieira Mendes, é um dos filmes finalistas do Cel.U.Cine Festival de Micrometragens, na categoria especial Prémio RioFilme.
Um octogenário português, aposentado após seis décadas de trabalho duro, olha para Lisboa, da sua janela e vê uma cidade quase em desfoque. Pessoas antes empenhadas no sonho de um Portugal melhor, otimistas com o equilíbrio e crescimento de um País, desesperam agora diante desta tempestade financeira causada pela crise económica e social.
Desemprego, redução de custos, cortes nos serviços públicos e na assistência social, tudo isso soa a um enorme desilusão aos olhos cravejados de rugas do velho protagonista de Ó Pai, o que é crise?.
Filmada no coração da cidade de Lisboa, no velho bairro de Campolide (com as Torres das Amoreiras em fundo), esta curta-metragem é assinada por José Vieira Mendes, que foi diretor da revista Premiere, atualmente apresentador de programas de televisão e realizador do documentário Geração Curtas?!, a propósito do 20 Anos do Curtas de Vila do Conde.
Utilizando a linguagem do ‘cinema verdade’, o realizador transformou seu próprio pai em personagem. E mais do que um documentário sobre a  situação financeira do país, este filme é um ensaio poético sobre a memória, a desilusão e solidão dos idosos na cidade, narrado na primeira pessoa por alguém que envelheceu sentindo na pele os muitos contratempos da vida e do país.
A entrega de prémios do Cel.U.Cine Festival de Micrometragens vai realizar-se no próximo dia 12 de dezembro no Oi Futuro Flamengo, no Rio de Janeiro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras