Nas Bancas

Valérie Trierweiler

Valérie Trierweiler

Getty Images

Valérie Trierweiler pede indeminização de 85 mil euros por difamação

A primeira-dama francesa processou os autores da sua biografia e pede indeminização por difamação e danos causados na sua vida privada.

Redação CARAS
9 de novembro de 2012, 18:10

Valérie Trierweiler acionou um processo contra os jornalistas Alix Bouilhaguet e Christophe Jakubyszyn, autores de La Frondeuse (A Rebelde), e o editor do livro, Yves Derai, da Editions du Moment. Segundo o jornal Le Parisien, a companheira de François Hollande pede 40 mil euros por danos causados à sua vida privada, 40 mil euros por difamação e mais 5 mil para gastos judiciais. O mesmo jornal escreve também que o julgamento terá lugar no dia 10 de dezembro, no Tribunal de Grande Instância de Paris.
O livro A Rebelde está em 4.º lugar nos livros de ficção mais vendidos esta semana em França. É uma investigação que aborda a vida profissional da jornalista Valérie Trierweiler e o início do relacionamento com François Hollande, presidente da França. A obra inclui também testemunhos anónimos sobre a sua vida sentimental, que estão a chocar os leitores franceses. No passado, Trierweiler processou várias revistas sociais quando publicaram fotografias suas em biquíni, durante as férias. Quatro dessas revistas foram condenadas, depois de a jornalista apresentar a queixa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras