Nas Bancas

Tony Scott

Tony Scott

Getty Images

Autópsia revela que Tony Scott não tinha cancro quando se suicidou

O realizador morreu no passado mês de agosto.

Redação CARAS
24 de outubro de 2012, 16:55

Tony Scott não tinha cancro nem sofria de nenhuma outra doença quando decidiu pôr termo à sua vida no passado dia 19 de agosto. Os resultados da autópsia vêm contradizer a versão adiantada logo após a morte do realizador, que também foi desmentida pela sua mulher, Donna Wilson.
Segundo o chefe da investigação policial, Craig Harvey, não foi encontrado rasto do tumor cerebral de que alegadamente padecia. “Não foi encontrada nenhuma evidência de neoplasia”, afirmou. Harvey assinalou ainda que não foram registados vestígios de medicamentos para o cancro, mas sim níveis, em doses recomendadas, de antidepressivos e soporíferos.
O relatório das autoridades revelou que as causas da morte do realizador foram as graves e múltiplas feridas que sofreu depois de se atirar da ponte, em San Pedro, Califórnia.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras