Nas Bancas

Morreu Margarida Marante, vítima de ataque cardíaco

A jornalista morreu hoje, dia 5 de outubro, de ataque cardíaco.

Redação CARAS
5 de outubro de 2012, 11:15

Margarida Marante morreu esta sexta-feira, vítima de um ataque cardíaco, em sua casa. Tinha 53 anos.
Margarida Marante começou a carreira de jornalista em 1976 no semanário Tempo. Dois anos depois, entrou para a RTP2 e, em 1979 mudou-se para a RTP1, canal onde apresentou vários programas de grandes entrevistas.
Em 1989 dirigiu a revista Elle e, em 1991 entrou para a TSF e começou a colaborar com o jornal Expresso.
Em 1992 mudou-se para a SIC e apresentou os programas Sete à Sexta, Contra-Corrente, Crossfire e Esta Semana. Em 2003 regressou à TSF.
Margarida Marante distinguiu-se nos programas de grande entrevista política, e entrevistou todos os dirigentes políticos ao longo de três décadas.
Era licenciada em Direito pela Universidade Católica e foi casada com o empresário Henrique Granadeiro, de quem teve os seus três filhos, Henrique, Catarina e Joana.
Foi também casada com Emídio Rangel, de quem também se divorciou.
Nos últimos anos a jornalista viveu uma fase de grande instabilidade emocional ligada ao consumo de drogas e ao abuso físico e psicológico que sofreu por parte de Francisco Farinha Simões, com quem manteve uma relação íntima até dezembro de 2005. Apesar de sempre se ter mostrado muito reservada em relação à sua vida pessoal, acabou por expor este caso, que se tornou manchete de várias publicações, para denunciar os abusos de que muitas mulheres são alvo.
Em 2010, quando parecia ter reencontrado o equilíbrio, deu à revista Única do Expresso uma entrevista em que fazia um balanço de vida e que pode ler aqui.
De acordo com a Lusa, o corpo da jornalista estará em câmara ardente na Basílica da Estrela, no sábado, dia 6 de outubro. O funeral realiza-se no domingo, dia 7 de outubro, às 15h, no cemitério do Alto de São João, em Lisboa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras