Nas Bancas

Apaixonados, Jonathan e Kevin Sampaio elogiam as namoradas

Jonathan namora com Filipa Valente há cerca de um ano. Kevin partilha casa com a manequim canadiana Alyssah Ali, que é natural de Trinidad e Tobago.

Cristiana Rodrigues
29 de setembro de 2012, 18:00

Cinco anos de carreira. Apenas cinco, mas um rol interminável de trabalhos com nomes incontornáveis como Dolce & Gabbana, Armani, Jean Paul Gaultier ou John Galliano. Jonathan e Kevin, de 26 anos, também já contam no currículo com um Globo de Ouro para melhor manequim masculino e algumas outras distinções. A viverem há um ano e meio em Nova Iorque, onde assinaram recentemente contrato com a maior agência de publicidade dos Estados Unidos, a Innovative Artists, os dois irmãos estiveram de férias em Portugal, onde a CARAS aproveitou para pôr a conversa em dia. Kevin revelou que ao lado da manequim Alyssah Ali, com quem já partilha casa, vive a grande paixão da sua vida e Jonathan falou do amor sereno que vive ao lado de Filipa Valente, e da relação que mantém com os filhos desta e de Simão Sabrosa, Mariana e Martim.
– Quando, há cerca de um ano, começou a namorar com a Filipa, achou que seria uma paixão de verão?
Jonathan – Não, primeiro ficámos bons amigos e depois é que os sentimentos evoluíram.
– O que é que a Filipa tem que o fez morrer de amores?
[risos] A Filipa é muito bonita, tem uma personalidade forte que eu adoro,  é boa dona de casa e é humilde, embora haja quem possa achar o contrário. Vive o dia-a-dia pensando nela e na família. E isso cativa-me imenso. 
– Como é a sua relação com a Mariana e o Martim, filhos da Filipa?
O Martim e a Mariana são crianças especiais para a Filipa e agora muito especiais também para mim. Os filhos da Filipa e do Simão são crianças super bem educadas, ótimas, e é muito fácil lidar com eles. Eles veem-me como amigo deles e é isso que tento ser.
– O facto de lidar mais de perto com crianças não lhe desperta a vontade de ter um filho?
Adoraria ser pai cedo, tal como o meu pai, para poder acompanhar o crescimento dos meus filhos, mas agora estou a construir a minha carreira. Quero dedicar-me a cem por cento ao meu trabalho para mais tarde me dedicar muito tempos aos meus filhos.
– A Filipa tem mais dez anos. A diferença de idades não vos faz querer realizar sonhos em etapas diferentes? 
Para muita gente, a diferença de idades pode até impedir uma relação. Para mim, não. Quando se gosta de alguém, a questão da idade é secundária. A longo prazo não sei se vai afetar ou não, mas espero que não! Adoro a Filipa e temos tudo para dar certo.
– Quando começou este namoro estava preparado para as perseguições dos fotógrafos?
Não, já tinha tido outras relações e fotógrafos a captarem imagens, mas com a Filipa foi uma coisa que nunca percebi bem, embora hoje já lide bem com isso.
– Acha que isso pode prejudi­car uma relação?
Sem dúvida. Há muitas relações que podem fracassar por isso, principalmente se não forem sólidas. Há muita coisa que sai na imprensa que não é verdade.
– Sentiu a sua relação tremer?
Não. Pela solidez e pela confiança que temos um no outro.
– Kevin, existe a mesma solidez no seu namoro com a Alyssah?
Kevin – Sem dúvida. Tenho a certeza de que a Alyssah é a grande paixão da minha vida. Se assim não fosse não teríamos decidido viver juntos.
– Antes de namorar com a Alyssah conhecemos-lhe várias namoradas, entre elas Ana Rita Clara. É instável no amor?
Não sou instável, não, sou até bastante apaixonado e fiel. Gosto da estabilidade numa relação e neste momento encontrei a pessoa certa para manter essa estabilidade.
– É mais fácil manter-se um relacionamento com alguém que tem a mesma profissão?
Sem dúvida. Compreende­mos melhor as viagens constantes ou o facto de estarmos permanentemente ao lado de pessoas bonitas sem que haja desconfianças.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras