Nas Bancas

Hugo Sequeira

Hugo Sequeira

Mário Galiano

Hugo Sequeira: “Sem o amor do meu filho, vou voltar a cair”

O ator esteve no programa ‘Querida Júlia’ e falou pela primeira vez desde a queda do segundo andar do prédio onde vivia, em Cascais.

Redação CARAS
20 de setembro de 2012, 14:15

Uma semana depois de ter tido alta do Hospital de Cascais, onde esteve internado na ala psiquiátrica durante dois meses, Hugo Sequeira foi ao programa da SIC Querida Júlia para falar da fase conturbada que está a viver. “Peço desculpa por estar um bocadinho nervoso, mas é a primeira vez que estou em público em três meses”, começou por dizer o ator que no passado mês de julho caiu do segundo andar do prédio onde vivia, na Parede, Cascais.
Hugo Sequeira explicou que teve “um surto psicótico”, mas que nos exames a que foi submetido depois da queda, não foi encontrada nenhuma “substância tóxica” no seu organismo, “nem álcool nem drogas”. Sem esconder a emoção, o artista contou que tem uma “herança genética” que pode explicar o que lhe aconteceu, uma vez que o seu “avô materno era bipolar” e a “mãe tem problemas psicológicos”, o que fez com que fosse uma mãe ausente durante fases decisivas da sua vida. “Sempre tive medo que me acontecesse o mesmo, por isso sempre fiz terapia preventiva”, acrescentou.
Mas, de acordo com o ator, o que desencadeou este desequilíbrio psicológico e emocional foi o facto de ter sido afastado do filho, Xavier, de três anos, fruto da relação com a também atriz Dina Félix da Costa, a quem deixou, inclusivamente, um apelo. “Eu adorava que a mãe do meu filho estivesse a ver isto, para olhar para o meu rosto e salvar o que ainda pode ser salvo (…) Não sou um pai excecional, mas sou pai (…) Ninguém imagina o sofrimento que é amar o meu filho como eu amo e não poder estar com ele em condições normais”, desabafou, adiantando que esta situação está em tribunal mas que “infelizmente a justiça em Portugal é muito lenta e quem tem mais dinheiro consegue tudo”.
Sobre as razões que o levaram a saltar da janela de um segundo andar, Hugo admite: “Perdi o controlo”. “Estive dois meses e três semanas sem poder ver o meu filho, eu que nunca tinha estado mais de 15 dias sem o ver, nem mesmo quando estive no Brasil a gravar novelas”, revela, admitindo que foi essa ausência que o fez querer desligar-se de tudo. E defende mesmo que a única coisa que poderá ajudá-lo a retomar as rédeas da sua vida é voltar a estar com Xavier: “Faz parte do meu tratamento ter o amor do meu filho e se isso não acontecer vou voltar a cair (…) O meu filho e eu somos um só e eu sei que ele precisa de mim”. Consciente da situação frágil em que se encontra a nível psicológico, o ator confessa: “Quando sair daqui vou diretamente falar com o meu médico, para saber se estou em condições de estar cá fora, porque me falta o amor do meu filho”.
Relativamente às notícias que circularam na imprensa dando conta de que teria feito várias tentativas para fugir do hospital e que teria sido agressivo, o ator confessou que não se recorda. “Tomei 26 comprimidos por dia no primeiro mês, estive noutro mundo, num estado de isolamento”, adiantou.
Hugo Sequeira aproveitou ainda a ocasião para agradecer às pessoas que o têm apoiado neste momento complicado: Mafalda Vilhena, a sua “melhor amiga”; Paula Vilela, “a quem [deve] tudo”; e Sandra Cardinali, a amiga que apareceu recentemente na sua vida, mas que tem estado a seu lado sempre que precisa e que, inclusivamente, assinou o termo de responsabilidade para que pudesse sair do hospital. Aliás, o ator fez questão de esclarecer que é solteiro e que não tem qualquer romance com Sandra, tal como foi veiculado por várias publicações.
Quanto ao futuro profissional, o artista deixa claro que ainda não tem planos: “Em relação à minha carreira, preocupo-me mas não é uma coisa fundamental na minha vida, não sei o que vou fazer a seguir”. Recorde-se que Hugo Sequeira já participou em várias novelas e séries da TVI e da SIC, tendo o seu último trabalho em televisão sido na telenovela Laços de Sangue. Além disso, também dá aulas de representação.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras