Nas Bancas

Usher

Usher

Getty Images

Usher fala pela primeira vez sobre a luta pela custódia dos filhos

Durante mais de três anos, o cantor e Tameka Foster lutaram em tribunal pela guarda dos filhos.

Redação CARAS
17 de setembro de 2012, 18:33

Depois de mais de três anos a lutar pela guarda dos filhos e de várias acusações feitas pela ex-mulher, Usher decidiu falar, pela primeira vez, de todo o processo no programa norte-americano Oprah's Next Chapter. “Foi a única vez que decidi falar disto. Tenho sido um homem íntegro durante todo o processo, espero que os meninos me entendam. Este é o caminho a percorrer. Esta é a minha maneira de ser", afirmou o músico de 33 anos.
O rapper explicou a Oprah Winfrey que tinha planeado casar-se em julho de 2007 com Tameka Foster, quando esta estava grávida de cinco meses de Naviyd, mas que o casamento foi cancelado porque a sua mãe se recusou a ir à cerimónia. Uma semana depois o ex-casal decidiu trocar alianças numa cerimónia privada. “Eu queria dar-lhe o casamento que ela queria. Mas não estava pronto”, admitiu Usher.
O cantor revelou que se apercebeu que o casamento estava condenado antes do nascimento do segundo filho. “Quando tivemos o Usher V, senti que era o momento mais incrível da minha vida. Não podia estar mais feliz. Depois disso comecei a sentir-me inseguro e senti que ela [Tameka Foster] não estava a lidar bem com a situação de ser casada com o Usher e com tudo o que isso implicava”, afirmou o cantor que já vendeu mais de 44 milhões de discos em todo o mundo.
“É difícil ser casado”, desabafou Usher, adiantando que não soube dar a volta à falta de comunicação e a todos os problemas relacionados com o facto de ser casado com uma celebridade.
O ex-casal ainda tentou salvar o casamento fazendo terapia mas, em junho de 2009, o cantor decidiu pedir o divórcio. A partir daí começou uma longa e turbulenta disputa pela guarda dos filhos.
Durante o julgamento, Tameka acusou Usher de a ter traído e de ser um pai ausente. Usher sentiu-se especialmente incomodado com a acusação de ser um pai ausente porque ele próprio cresceu sem pai.“Ela pode acusar-me de ser ausente por ter de trabalhar, esta pode ser a sua definição de ausente”, explicou. “Mas não, eu não sou de todo um pai ausente”, garantiu o cantor, afirmando que “não ter tido um pai presente não é motivo para não ser um bom pai” e que até pode significar o contrário, visto que, assim já sabe o exemplo que não quer dar aos filhos.
Usher e Tameka Foster envolveram-se numa batalha judicial pela custódia dos dois filhos Usher V, de quatro anos, e Naviyd, de três, que apenas terminou no dia 24 de agosto de 2012 com o juiz a entregar a guarda das crianças ao cantor.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras