Nas Bancas

Maria João Bastos: "O importante é estar disponível para viver e ser feliz"

A atriz, que voltou a ser manequim por umas horas, falou da serenidade com que encara a vida.

Andreia Cardinali
15 de setembro de 2012, 14:00

Habituada a lidar e a gerir a sua imagem quer como modelo quer como atriz, Maria João Bastos, de 37 anos, é uma mulher de personalidade forte e ideias definidas. Dona de uma beleza inquestionável, a atriz foi convidada para ser o rosto da campanha de inverno da Fashion Clinic, o que a deixou bastante satisfeita: "Fiquei muito contente quando recebi este convite, já que é uma marca que admiro muito, e acredito que o facto de me terem escolhido é também porque admi­ram o meu trabalho e isso deixa-me muito honrada. Gosto muito de moda, estou a associar-me a uma marca com a qual me identifico e acho que vai sair daqui um trabalho muito interessante."
A ocasião serviu também para a que a atriz recordasse os seus tempos de manequim, carreira que durou cerca de seis anos: "Foi uma fase ótima da minha vida. Ser manequim foi uma surpresa, não era algo em que eu tivesse pensado, aconteceu por acaso, mas foram seis anos fantásticos, vivi coisas maravilhosas e conheci pessoas que ficaram até hoje na minha vida, inclusive esta equipa [de produção] que está aqui... É uma equipa que já vem de uma longa amizade, desde essa altura em que trabalhava em moda. Foi algo que deixei naturalmente, já que  o meu objetivo sempre foi trabalhar como atriz, mas ficaram tão boas recordações que estes momentos, muitas vezes, me levam para esse passado bom."
Desde que decidiu trocar a moda pela representação, Maria João passou a ter uma maior exposição pública e o seu nome a aparecer regularmente nas capas das revistas. Uma certa perda de privacidade que não a deixa especialmente satisfeita, mas com a qual já aprendeu a lidar: "Não dou importância, não é algo que eu alimente, e não posso dar grande credibilidade. São coisas que eu tento que não façam parte da minha vida, nem a influenciem. Profissio­nalmente, estamos aqui para mostrar personagens ao público e não para nos mostrarmos a nós. Aprende-se a fazer isso, tem a ver com a personalidade de cada um, com a forma como cada um quer gerir a sua vida... Para mim são duas coisas completamente opostas, existe um lado de atriz, que é um lado público, e que eu sei o que implica, mas não sinto que tenha de abdicar da minha vida pessoal e da minha privacidade, em função disso."
Aos 37 anos, a atriz não tem por hábito fazer planos futuros, já que gosta das surpresas que a vida lhe reserva. Por isso, a maternidade não é algo que pretenda planear: "Não sou pessoa de ficar agarrada ao passado  nem de pensar demasiado no futuro, porque acho que se perde muita coisa, portanto, vou vivendo aquilo que a vida tem para me dar, estou aberta às oportunidades que vão surgindo e vou  fazendo o máximo para ser feliz. Acho que as coisas todas ao longo da minha carreira e da minha vida têm acontecido no momento certo, portanto, deixo fluir. E o importante é estar disponível para viver e ser feliz."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras