Nas Bancas

Lance Armstrong desiste do caso de doping

Lance Armstrong não voltará a pedalar em competições oficiais e perderá todos os títulos ganhos desde agosto de 1998, incluindo os sete troféus da volta a França.

Redação CARAS
24 de agosto de 2012, 15:07

O anúncio foi feito por uma agência de anti-doping nos EUA, após o ciclista americano anunciar que não iria exercer o seu direito de recorrer às acusações contra ele, tornadas públicas em meados de junho.
Lance Armstrong tinha tentado, sem sucesso, recorrer da decisão da agência num tribunal civil e tinha agora a possibilidade de pedir uma avaliação de uma comissão independente. Mas o ciclista disse esta quinta-feira que prefere não continuar com o processo porque está cansado de lutar. "Chega uma altura da nossa vida em que temos de dizer 'basta' e para mim esse momento é agora", disse Armstrong em comunicado divulgado pela imprensa norte-americana. “Eu tenho suportado todas as acusações, os troféus que consegui desde 1999 são uma vitória para mim e para a minha família. Levaram-me onde estou hoje, para acabar com este absurdo”, explica Armstrong, que descreve a investigação como uma "caça às bruxas inconstitucional”, em defesa da sua inocência.
Mas o Código Mundial Anti-Doping é inequívoco: Armstrong deverá ficar sem os sete títulos, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney e de todos os outros títulos conquistados desde agosto de 1998. Deve ser também afastado de competição para sempre. Esta proibição inclui qualquer responsabilidade oficial como treinador ou responsável em qualquer desporto olímpico.
Armstrong diz que a decisão não é um ato de cobardia, mas a recusa em entrar num processo que considera injusto e contrário à justiça: "A agência anti-doping não pode controlar um desporto profissional e tentar tirar os meus sete títulos da volta a França, eu sei. Os meus companheiros de equipa sabem como eu fiz isso e todos os ciclistas que também competiram sabem ".
Depois de ter superado o cancro no testículo em 1996 e de se tornar o melhor ciclista de todos os tempos, Lance Armstrong, de 40 anos, afasta-se das grandes competições, cansado de alegadas falsas acusações sobre o uso de substâncias proibidas durante as provas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras