Nas Bancas

Em Lisboa, Roger Flores fala da sua relação com Deborah Secco

Casado há três anos com a atriz brasileira Deborah Secco, e depois de terem estado separados durante dois meses, o ex-jogador do Benfica garante que agora vive uma relação bastante mais madura, serena e feliz.

Andreia Cardinali
11 de agosto de 2012, 19:13

Depois de ter regressado ao Brasil após cinco anos como jogador do Benfica, Roger Flores, de 33 anos, não tinha voltado a Lisboa, por isso, o convite para fazer parte do jogo Unidos Contra a Fome acabou por ter um sabor especial, já que recordou alguns dos momentos que viveu entre nós. A ocasião serviu ainda para o jogador falar do seu futuro profissional, mas também da fase feliz que vive a nível pessoal, junto da mulher, a atriz Deborah Secco, com quem está casado há três anos, e da sua filha, Lara, de 13 anos.

– Já esteve separado da Deborah, mas o amor falou mais forte...

Roger Flores – Estivemos separados dois meses. Estamos casados há três anos, mas já temos seis de relacionamento. Por motivos profissionais, morámos sempre longe, fazendo os maiores esforços para estarmos juntos, e só agora vamos começar a viver um com o outro a tempo inteiro.

– Vai ser uma grande mudança...

Sem dúvida, e temos de ter algum cuidado, já que estamos habituados a que cada um tenha a sua individualidade e o seu tempo. Conversamos muito sobre isso, para que um não sufoque o outro, já que cada um tem a sua vida e sempre respeitámos isso. Não deve ser agora que isso irá mudar. Devemos, sim, manter a mesma leveza que temos tido até aqui, já que temos tudo para sermos ainda mais felizes.

– Ter filhos faz parte dos vossos planos para esta nova fase?

Para mim a decisão é única e exclusivamente da Deborah, e ela tem os seus projetos profissionais, mas a partir do momento em que ache que tem condições e tempo para se dedicar à maternidade, vamos ter filhos, sim. Mas não é nada que cobremos um ao outro, até porque eu já tenho uma filha, que tem uma superafinidade com a Deborah.

– Tem sido um pai presente?

Agora muito mais. Tive muitas complicações com a mãe da minha filha, mas a Justiça já resolveu isso. Estamos juntos quando nos apetece e estamos numa fase muito feliz. Agora somos muito ligados e também agradeço isso à Deborah, que me fez lutar para ter a Lara sempre a meu lado.

– Essa atitude da Deborah é também uma prova de amor, já que nem todas as mulheres aceitam os filhos de anteriores relações...

Sem dúvida alguma. E o amor entre as duas deixa-me muito feliz. Fazem imensos programas as duas e gostam muito uma da outra. É maravilhoso.

– Qual o segredo da sua relação com a Deborah?

Uma relação a dois é tão complexa e única... Acredito que passa pelo respeito e admiração que temos um pelo outro e pelo cuidado de deixarmos cada um o mais confortável possível em qualquer situação, principalmente profissional.

– Essa forma de estar implica maturidade...

Sem dúvida. Eu amadureci muito. Agora tenho um casamento mais maduro e muito mais feliz.

– Diz-se que vai retirar-se do futebol....

Decidi que largaria o futebol no final do ano, mas essa decisão ainda não foi tomada, antecipei apenas o fim do contrato com o Cruzeiro. Ainda faltam seis meses para essa decisão ser efetivamente tomada, mas sei que vai ser muito difícil.

– Está preparado para isso?

Acho que nunca se está. E essa foi uma das perguntas que a minha mulher e a minha mãe me fizeram. Não existe preparação para isso, nunca vou estar preparado, mas é algo que terá de acontecer e ser ultrapassado com a ajuda das pessoas mais próximas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras