Nas Bancas

Domingos Amaral e Sofia Jardim vivem nova fase familiar

As duas filhas do casal, Luz e Leonor, fazem as delícias de toda a família.

Andreia Cardinali
7 de agosto de 2012, 00:43

Desde que passaram a fazer parte da vida um do outro há cinco anos que Sofia Jardim e Domingos Amaral não dispensam as férias em família no Algarve. Habituados a dividir a atenção pelos filhos, Duarte e Carolina, do primeiro casamento de Domingos, e Leonor e Luz, da relação de ambos, este foi o primeiro ano que o casal confessou que começa a sentir falta dos momentos a dois, tão importante para o bem-estar da relação. Isto porque a diferença de dois anos e quatro meses entre as filhas do jornalista e da relações-públicas faz com que tenham de dedicar todos os momentos a elas.
“Agora é muito mais complicado estarmos os dois. Com a Leonor ainda conseguíamos arranjar tempo, agora com a Luz é mais difícil, já que estão numa idade que ainda exigem muito da nossa atenção. Exigem muito a presença do pai e da mãe, até durante a noite e acabamos por ter de dividir os esforços”, explicou Sofia, enquanto Domingos acrescentou: “Tempo a dois agora só programado e temos realmente de estar sozinhos. Com a logística toda que agora a família exige já não há espaço para improvisos, tudo tem de ser programado e com muita antecedência.”
Apesar do que estão a viver, o jornalista e a relações-públicas entendem que é uma fase da vida de ambos e que daqui a alguns anos poderão ter mais tempo para cuidar um do outro: “Vejo pelos meus filhos mais velhos que já são mais autónomos, que tudo passará. Até aos três, quatro anos de cada um há que ter a capacidade de lhes dar muita atenção e perceber que faz parte da vida a dois. Há que perceber que a própria relação tem de se adaptar e compreender que estas circunstâncias são especiais”, disse Domingos, que já tinha precavido Sofia para esta situação: “O Domingos preparou-me logo para esta fase e, por isso, não foi uma surpresa. Temos de nos ir adaptando às várias épocas da vida deles que influenciam ine­vitavelmente a nossa.”
Por tudo isto, Sofia e Domingos acreditam que o amor de ambos está maior: “Percebo perfeitamente que existam alguns casais que não resistam, já que a juntar às condicionantes de se ter filhos pequenos, há ainda o cansaço, as horas mal dormidas e as pessoas ficam menos tolerantes. Por isso, com certeza que o nosso amor sai reforçado.”

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras