Nas Bancas

No Algarve, Isabel Figueira e João Sotto Mayor vivem dias felizes

Juntos há um ano, a apresentadora e manequim e o gerente e relações-públicas partilharam com a CARAS os projetos profissionais que querem desenvolver em conjunto.

Marta Mesquita
4 de agosto de 2012, 10:00

Há um ano e dois meses, Isabel Figueira, de 31 anos, e João Sotto Mayor, de 28, começaram uma relação que acreditam ser para a vida toda. Ao lado de Rodrigo, de cinco anos, filho de Isabel, e de João Maria, de oito, que nasceu de uma anterior relação de João, o casal tem construído uma família feliz e garante não ter pressa em ter um filho em comum.
Agora, Isabel e João aventuram-se também a dois em novos projetos profissionais. Este verão, a apresentadora e manequim e o gerente e relações-públicas do Cu­bo Bar vão organizar várias festas temáticas no Cubo Restaurante, no Algarve. Foi sobre os desafios que vivem a dois que a CARAS conversou com o casal.
– O ano passado, a Isabel passou o verão no Algarve para poder estar com o João, mas agora tem também outros motivos que a levam a passar mais tempo no sul do país...
Isabel Figueira
– O João vive no Algarve e a época alta de trabalho para ele é esta, por isso, passamos aqui a maior parte do tempo no verão. Este ano decidi que também queria ter algum projeto profissional aqui, não me sentia bem vendo o João a ir trabalhar e eu a ficar na praia. Percebi que o poderia ajudar e decidimos organizar em conjunto várias festas temáticas no Cubo Restaurante. Teremos a festa da Just Cavalli, das cores fluorescentes, das máscaras... Estamos a trabalhar com o chef Augusto Lima e mesmo os pratos vão ser alusivos ao tema escolhido.
– Não receiam que trabalhar juntos traga conflitos à relação?
– Tanto eu como o João somos muito profissionais e acho que nos vamos complementar. De­batemos as ideias e ajudamo-nos mutuamente.
João Sotto Mayor – Acho que vai ser um desafio muito giro para a Isabel, porque nunca tinha feito nada assim. Ela agarrou este desafio com muita energia e empenho e eu dou-lhe todo o apoio de que precisar.
– A Isabel é apresentadora de televisão há vários anos, tem apostado também na representação – está a fazer a série Maternidade, na RTP –, con­tinua a ter vários projetos na área da moda e agora está empenhada na dinamização de festas. Sente que está numa fase particularmente rica da sua carreira?
Isabel
– De certa maneira, acho que sempre fui uma pri­vilegiada no mundo da moda e da televisão, porque sempre tive trabalho. Ser embaixadora da Just Cavalli é um marco na minha carrei­ra, porque re­pre­sentar uma marca in­ter­na­cional dá-nos sempre um grande prestígio. Também re­pre­sento a Diesel... É muito gratificante perceber que aos 31 anos ainda sou desejada pelas marcas. Também tenho novos projetos na representação e na moda, mas ainda não posso falar sobre isso. Vivo muito as oportunidades do momento e tento não projetar muito o futuro, para evitar sentir-me permanentemente ansiosa.
– Acredito que este novo impulso profissional seja muito sustentado pela estabilidade emocional que vive neste momen­to ao lado do João...
– Na nossa vida temos momentos estáveis e mais conturbados, mas sempre fui muito regular no campo profissional. Claro que é maravilhoso ter este equilíbrio. Sinto que tenho ao meu lado uma pessoa que me merece, respeita, que cuida e luta por mim todos os dias, que é um ótimo pai, namorado, genro, irmão, neto... Ele respeita-me a mim e ao meu filho e isso é essencial. Encontrar alguém que tem os mesmos valo­res que nós é importante.
– E como é que o João descre­ve a Isabel?
João
– É a mulher que desejava ter ao meu lado. É uma excelente mãe, namorada e profissional. É uma pessoa apaixonada pelo trabalho e é bom ter ao meu lado uma pessoa assim. É uma excelente mulher, dona de casa e cozinheira. Portanto, acordo todos os dias feliz [risos].
Isabel – O segredo para ter uma relação feliz é não ligarmos àquilo que são as ervas daninhas. Temos de ter confiança um no outro. Há sempre inveja e vontade de destruir aquilo que é bonito, mas nós não ligamos a isso. A nossa vida não é criada pelos outros e sim por dois seres humanos que lutaram muito para chegar onde estão hoje. Estamos a viver uma fase maravilhosa.
– Terem um filho em comum é um sonho ou já têm a família com que sonharam?
João
– Com os dois que te­mos somos muito felizes e no futuro logo se vê. Não temos pressa, mas não fechamos as portas a nada.
Isabel – Estamos juntos há um ano e dois meses e somos muito felizes. Temos filhos maravilhosos que se dão muito bem. Obviamente que queremos ter filhos, mas tudo a seu tempo. Agora estamos a aproveitar esta fase muito boa. Na realidade, já nos sentimos casados e temos filhos, portanto, podemos esperar. Queremos construir tudo com muita maturidade. Não temos pressa para sermos felizes, porque já o somos. Quem sabe se o filho vem para o ano? Não sabemos, mas virá no momento certo.
– Os vossos filhos adaptaram-se facilmente a esta nova família?
João
– Eles dão-se bem demais. O João Maria era muito quietinho e ‘espe­vitou’ um bocadinho com o Rodrigo, que ganhou alguma serenidade com o meu filho. Parece que são irmãos desde sempre. É incrível.
Isabel – O Rodrigo refere-se ao João Maria como “o meu irmão”.
João – Temos todos uma relação ótima. Ainda ontem, o Rodrigo me perguntou: “Vais casar com a minha mãe?” . Eu pergun­tei se era isso que ele queria e o Rodrigo respondeu: “Quero, porque assim o João Maria é meu irmão para sempre.” Esta é a minha família para sempre.
– Sentem que oficializar a vossa relação vai mudar alguma coisa no vosso dia-a-dia?
Isabel
– É importante, sem dúvida. Até já tenho a bênção da avó do João, que é muito importante, e o João tem a dos meus pais.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras