Nas Bancas

4.JPG

Getty Images

María de Villota já recebeu alta médica

A piloto de testes de Fórmula 1 apenas necessita de tratamentos para corrigir as sequelas do acidente que sofreu no início do mês de julho.

Redação CARAS
26 de julho de 2012, 14:49

Maria de Villota, piloto de testes da equipa Marussia de Formula 1, que no dia 3 de julho sofreu um acidente grave durante um treino no autódromo de Duxford, no Reino Unido, recebeu alta médica, na noite passada, do Hospital Universitário La Paz, em Madrid, onde permaneceu os últimos seis dias. A piloto esteve internada até ao passado dia 21 no hospital de Addenbrooke’s, em Cambridge, de onde foi repatriada para Espanha num avião médico.
O comunicado desta quinta-feira do hospital madrileno explica que a piloto espanhola não apresenta problemas neurológicos pelo que não precisa de cirurgia, mas continuará a ser seguida pelos médicos.
“A paciente encontra-se em bom estado geral, pelo que recebeu alta hospitalar no dia de ontem. Nos seis dias de internamento foi tratada por especialistas dos serviços de cirurgia plástica, neurologia e oftalmologia que continuarão a vê-la, já que necessitará de se submeter a tratamentos periódicos no centro [hospitalar], informou o hospital.
Por seu lado, María de Villota agradeceu num comunicado a força e apoio que tem recebido: “Muito obrigada a todos pelo vosso incentivo e carinho. Chegam-me os vossos incentivos e isso faz-me sentir mais forte e emocionada”.
A investigação interna levada a cabo pela equipa Marussia da Formula 1 sobre o grave acidente da piloto já excluiu o automóvel como “culpado” pelo ocorrido.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras