Nas Bancas

Amy e Janis Winehouse

Amy e Janis Winehouse

Getty Images

Um ano depois, mãe de Amy Winehouse ainda chora a morte da cantora

“Há um grande vazio na minha vida”, afirma Janis Winehouse.

Redação CARAS
11 de julho de 2012, 22:24

Quase um ano depois da morte da filha, Janis Winehouse, de 57 anos, deu uma entrevista emotiva à revista Hello, onde revelou que desde que a filha morreu a sua vida está envolta apenas em tristeza. “Há um grande vazio na minha vida, falava com a Amy todos os dias. Às vezes ainda acordo a chorar”, confessa a ex-farmacêutica.
As recordações de Amy Winehouse estão ainda mais presentes agora que se aproxima o primeiro aniversário da morte da cantora. Os fãs e, principalmente, os pais não esquecem o dia 23 de julho de 2011, dia em que a londrina foi encontrada morta em casa com uma intoxicação alcoólica. Mas mais importante ainda, não esquecem a voz inconfundível e a pessoa que Amy Winehouse era. Por isso mesmo, Janis Winehouse decidiu mostrar fotografias inéditas da filha e falar das suas qualidades. “Quero que as pessoas conheçam a Amy carinhosa, a miúda encantadora, a filha, a amiga. Ela era uma miúda normal com um talento especial”, descreve a mãe aproveitando para deixar uma mensagem aos familiares de pessoas com vícios: “Temos de estar presentes para eles. O que acontece com alguém viciado é que só podem ser ajudados por eles próprios. Por isso só podemos dar força”.
Janis Winehouse afirmou ainda à mesma publicação estar convencida que o espírito da filha está com ela e que é esta certeza que lhe dá força. “Estou certa que [a Amy] reencarnou numa borboleta, porque lhe encantava a liberdade de voar”, assegura.
Em família e de forma íntima Amy Winehouse será relembrada no dia 23 de julho, numa celebração que vai seguir as tradições judaicas.
Amy Winehouse saltou para a fama em 2006 com o tema Rehab, música que alcançou o primeiro lugar das listas de êxitos de rádios de todo o mundo. A cantora esteve sempre envolta em polémica e escândalos pelos seus vícios, razão pela qual cancelou numerosos concertos e ingressou em vários centros de reabilitação.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras