Nas Bancas

Quatro mães famosas falam da relação que têm com as filhas

Sofia Carvalho, Dalila Martins, Ana Borges e Gabriela Leon fizeram uma sessão fotográfica com as filhas para a revista 'Activa', que nós acompanhámos.

Redação CARAS
7 de julho de 2012, 12:00

Habituadas a conciliar as suas carreiras com a maternidade, Sofia Carvalho, Dalila Martins, Ana Borges e Gabriela Leon têm ainda em comum a relação cúmplice e próxima que mantêm com as filhas, o que se tornou evidente durante a sessão fotográfica que fizeram para a revista Activa e que a CARAS acompanhou.
Diretora da SIC Mulher e muito ciosa da sua vida privada, esta foi a primeira vez que Sofia Carvalho fez um trabalho deste género na companhia da filha mais velha, Constança, de 14 anos. A ocasião proporcionou uma conversa sobre a relação das duas que, apesar de baseada na amizade, não deixa de ser sobretudo maternal: “Dependendo da situação, posso ser uma mãe mais autoritária ou mais permissiva. Temos muita cumplicidade, mas entre nós há uma região bem demarcada: sou a mãe e ela é a filha.” Quase a entrar na fase da adolescência, Constança já começa a querer vestir algumas peças da mãe, mas sempre com muito cuidado, como explicou a apresentadora: “Dentro da razoabilidade, ela já tem esse direito.”
Ana Borges e a filha Joana, de 20 anos, têm somente 25 anos de diferença e uma relação profunda. “Somos muito diferentes, mas divertimo-nos imenso juntas. Temos uma relação muito cúmplice e verdadeira, o que nem sempre é fácil, pois nunca lhe pintei o mundo de cor de rosa. Entre nós só existe verdade. Tenho muito orgulho nela e na maneira como a vejo agir socialmente e com os amigos”, explicou a ex-manequim, acrescentado que, apesar desta proximidade, também passam por dificuldades: “Faz parte do papel da filha contestar a mãe e nós temos dinâmicas diferentes, eu sou mais decidida e ativa e a Joana tem outra velocidade, o que por vezes não é fácil para vivermos juntas.”
Com 42 anos de diferença da filha, Dalila Martins, de 61, e Inês, de 19, vivem agora uma fase mais serena e harmoniosa da sua relação: “A Inês está a sair daquela fase em que as mães não se dão muito bem com as filhas e vice-versa [risos], por isso a relação começa a ser mais íntima e de maior partilha. Apesar de ter sido contestatária, nunca foi mal educada e isso foi uma mais-valia. Agora, e apesar de gostar de estar com os amigos, já não dispensa os programas em família.”
Gabriela Leon e a filha, Rebecca, são ambas decoradoras e trabalham juntas, pelo que, além da proximidade pessoal, têm grande confiança profissional. “Sempre fomos muito próximas e o trabalho faz-nos passar ainda mais tempo juntas. Somos muito cúmplices, companheiras e amigas inseparáveis. Fazemos tudo juntas e contamos uma com a outra para tudo”, explicou Gabriela.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras