Nas Bancas

Cavaco Silva recorda Maria Keil como "figura ímpar" do século XX

A artista plástica morreu este domingo, 10 de junho, aos 97 anos.

Lusa
11 de junho de 2012, 11:15

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, recordou hoje a artista plástica Maria Keil como uma "figura ímpar" do século XX, considerando que a sua morte deixa a arte e cultura portuguesas mais pobres.
"Figura ímpar do nosso século XX, produziu uma obra artística de extraordinária criatividade, logo a partir dos anos 30, na publicidade, no design gráfico, na pintura, no desenho de mobiliário e de figurinos, e, destacadamente, no azulejo e na ilustração, expressões onde Maria Keil realizou obra-prima", lê-se numa mensagem de condolências enviada pelo chefe de Estado à família da artista plástica, que morreu no domingo aos 97 anos.
Sublinhando que foi com "profundo pesar" que tomou conhecimento da morte de Maria Keil, Cavaco Silva refere ainda que "o seu desaparecimento deixa a arte e a cultura portuguesas mais pobres".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras