Nas Bancas

Vítor Baía e Elisabete Carvalho

Vítor Baía e Elisabete Carvalho

Jorge Castro

Vítor Baía nega acusações da ex-mulher

O ex-futebolista desmente ter roubado quaisquer objetos da casa que partilhou com Elisabete Carvalho durante cerca de sete anos, no Porto.

Redação CARAS
31 de maio de 2012, 11:58

Depois de ter sido acusado de furto eviolação de domicílio pela ex-mulher, ElisabeteCarvalho, que inclusivamente apresentou queixa na PSP do Porto, Vítor Baíanegou tudo. "As notícias vindas apúblico são totalmente falsas, sem qualquer fundamento legal e moral, comobjetivos meramente financeiros e mercantilistas", começa por dizer oantigo guarda-redes do Futebol Clube do Porto, num comunicado citado pelo Jornal de Notícias. "Apesar de estar separado há vários meses, sempre cumpri as minhasobrigações de pai e ex-companheiro. Há longo tempo que procuro reaver os meuspertences e objetos pessoais, sem o conseguir, apesar das inúmerastentativas", prossegue Vítor Baía, queixando-se dos obstáculos colocadospor Bé para reaver os seus bens.
"Nunca furtei nada a ninguém- o passado, o presente, a minha família e o conceito social, graças a Deus,falam por mim - e como é evidente não existe furto quando não há nada parafurtar. Naturalmente, vou participar criminalmente contra as autoras dasnotícias e de quem, de má fé, lhes deu crédito, muito barato",esclarece ainda o antigo desportista, antes de referir que está descontente coma forma como a ex-mulher gere a educação do filho de ambos, Afonso, de cinco anos. "Cansado que estou de ver o meu filhoAfonso mais próximo da babá do que da mãe, e como não quero correr o risco de omeu filho algum dia trocar as identidades, vou intentar ação no tribunal defamília a fim de obter a custódia e guarda do meu amado filho, garantindo assimque, com o meu esforço, este venha a ter a mesma educação e princípios dosoutros irmãos", conclui.
Contudo,em declaraçoes ao Correio daManhã de hoje, Elisabete Carvalho garante que, desde que saiu de casa,Vítor Baía tem sido um pai ausente e que “nãovê o Afonso há várias semanas”. Além disso, a empresária acrescenta que nãoimpediu o ex-companheiro de levar os seus pertences. “Se ele me tivesse ligado a pedir as coisas, eu tinha-lhas feito chegaràs mãos. Em causa está a agressividade com que entrou aqui e levou tudo o queera nosso”, adiantou Bé ao diário.
Depois de sete anos de vida emcomum, Vítor Baía, de 41 anos, e Elisabete Carvalho, de 32, separaram-se noúltimo verão, mas a notícia só foi tornada pública há alguns meses. Embora nãosejam legalmente casados, mantêm um litígio relativo às responsabilidadesparentais sobre o filho, Afonso. Este é, aliás, a grande preocupação de Bé."O meu filho apercebeu-se de tudo o que tinhaacontecido. Não lhe consegui mentir. Sempre tentei explicar-lhe as coisas deuma forma suave para que ele não percebesse. Sinto que já aguentei muito”,disse Elisabete Carvalho à CARAS.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras