Nas Bancas

Elisabete Carvalho

Elisabete Carvalho

Nuno Miguel Sousa

Elisabete Carvalho acusa Vítor Baía de furto

Segundo declarações de Elisabete à CARAS, o ex-futebolista do FC Porto terá levado vários pertences da casa da Foz do Porto, onde o casal viveu durante sete anos.

Redação CARAS
30 de maio de 2012, 14:33

Elisabete Carvalho apresentou queixa contra Vítor Baía na 15.ª esquadra da PSP do Porto, por furto e violação do domicílio. Ao final da tarde de terça-feira, enquanto Bé estava no treino de futebol do filho de ambos, Afonso, o ex-internacional entrou na casa que ambos partilharam durante sete anos, acompanhado por dois homens, para levar, alegadamente à revelia, alguns objetos. “[Levou] os troféus, as televisões, os quadros, o meu computador pessoal, as minhas joias, algumas dadas por ele e outras da minha mãe, os meus documentos, e algum dinheiro”, explicou Elisabete Carvalho à CARAS.
Indignada, continua: “Ele sabe as minhas rotinas e os horários do filho, portanto sabia que eu não estava em casa àquela hora. Além disso, a casa tem vídeo-vigilância e ele sabe tudo o que se passa. Já por causa disto, tentava não deixar a casa sozinha porque ele já cá tinha vindo na minha ausência buscar champanhe”. Contudo, a ex-mulher do desportista mostra-se confiante no decorrer da queixa apresentada e no trabalho da sua advogada, Sónia Carneiro, sócia do advogado João Nabais.
Surpreendido pela presença da babysitter do filho, Vítor Baía – que entrou “na casa que abandonou” com a sua antiga chave, explica Bé – terá obrigado a jovem a ajudar um dos homens a arrumar as taças que estavam no escritório. Assustada e a recuperar do choque, a empresária defende que “não era preciso tanta violência e agressividade”, já que, como refere, não era a primeira vez que Vítor Baía ia a casa buscar coisas, visitas que costumavam ser sempre presenciadas por terceiros.
Depois de sete anos de vida em comum, Vítor Baía, de 41 anos, e Elisabete Carvalho, de 32, separaram-se no último verão, mas a notícia só foi tornada pública há alguns meses. Embora não sejam legalmente casados, mantêm um litígio relativo às responsabilidades parentais sobre o filho, Afonso, de cinco anos. Este é, aliás, a grande preocupação de Bé. "O meu filho apercebeu-se de tudo o que tinha acontecido. Não lhe consegui mentir. Sempre tentei explicar-lhe as coisas de uma forma suave para que ele não percebesse. Sinto que já aguentei muito", conclui.
A CARAS tentou contactar Vítor Baía, mas o ex-jogador tem o telemóvel desligado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras