Nas Bancas

Ricardo Pereira e Francisca Pinto Ribeiro

Ricardo Pereira e Francisca Pinto Ribeiro

CARAS Brasil

Ricardo Pereira: “Gosto de partilhar a minha vida com a Francisca”

O ator e a mulher protagonizaram uma animada sessão fotográfica na Ilha da Caras, no Brasil.

Redação CARAS
26 de maio de 2012, 10:46

O discurso acelerado e osotaque já quase carioca denunciam a íntima ligação do ator português RicardoPereira, de 32 anos, ao Brasil. Há quase uma década a viver no Rio deJaneiro, Ricardo já participou em várias novelas e filmes brasileiros e brilhouna pele do advogado Vicente na novela Aquele Beijo, que ainda nãoestreou em Portugal. Mas a ligação de Ricardo Pereira ao Brasil vai muito maisalém.
Na Ilha da CARAS, na companhia da mulher, a pesquisadora de arte FranciscaPinto Ribeiro, de 28 anos, o ator revelou orgulhoso que não teve dúvidas aoescolher o Rio como cidade natal do seu primeiro filho, Vicente, quenasceu em novembro do ano passado. “No Brasil sinto-me em casa”,justifica o ator, que, além de representar, gosta de escrever e de trabalharcomo designer.
– Parece sen­­tir-se realizado. Como é que avalia esta fase da sua vida?
Ricardo Pereira – É uma fase especial. Primeiro, pelo nascimento donosso filho, que foi tão bem recebido pelos meus amigos brasileiros. Já moreiem Milão, Paris, Barcelona e noutras cidades, quando trabalhava como modelo,mas só no Rio é que me senti em casa. Mas também por todas as oportunidadesprofissionais que estão a surgir aqui.
– O Ricardo é muito carinhoso com a sua mulher. Acha que os portugueses sãomais ro­mânticos do que os brasileiros?
Não faço comparações. Sou romântico porque cresci a ver o meu pai [HorácioPereira] comportar-se assim com a minha mãe [Lurdes Pereira]. Gostode partilhar a minha vida com a Francisca. Adoramos surpreender-nos um aooutro. Continua­mos muito apaixonados.
– O que é que faz a par da representação?
Fui convidado por uma mar­ca espanhola para desenhar uma linha derelógios, joias e perfumes. O lançamento foi há um mês. Inicialmente, eu eraapenas a imagem da marca, que está presente em 16 países. Um dia, elespropuseram-me que colaborasse na criação das peças e eu aceitei logo o desafio.Agora, desenho a coleção de roupa masculina e a linha infantil também. Adoromoda. Além disso, escrevo artigos e crónicas para revistas portuguesas, além deprefácios de livros. Formei-me em Psicologia precisamente porque gosto de estarligado às pessoas, de partilhar, de falar...
– Como concilia as atividades nos dois países?
Faço muitas viagens de ida e volta. Há uns tempos, por exemplo, estivea filmar Mistérios de Lisboa em Portugal, realizado pelo chileno RaúlRuiz. Também participo em algumas novelas portuguesas, nomeadamente co-produçõescom a Globo. Por aqui, gravei o filme Dores de Amores, de RaphaelVieira, que ainda não estreou. Entretanto, regressei ao teatro ao lado de FernandaSouza em Um Sonho para Dois, que estreou em For­taleza. Eagora vamos apresentar a peça em muitas outras salas brasileiras.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras