Nas Bancas

André Villas-Boas partilha noite de emoções com a mulher da sua vida

Recebeu o troféu de Melhor Treinador de Desporto na primeira Gala dos Globos de Ouro a que assistiu. Uma vitória que celebrou na companhia da mulher, Joana.

Redação CARAS
26 de maio de 2012, 12:00

Foi um dia de emoções para André Villas-Boas,de 34 anos: horas depois de assistir no Estádio Nacional à conquista da Taça dePortugal pela Académica de Coimbra, primeiro clube que dirigiu enquantotreinador principal, recebeu o Globo de Ouro de Melhor Treinador. Acompanhadopela mulher, Joana, à saída do Coliseu dos Recreios o ex-treina­dor doFC Porto e do Chelsea não lhe poupou elogios: “A minha mulher tem estado pordetrás de todo o meu percurso, sofre com as minhas angústias e celebra asminhas vitórias. É uma pessoa decisiva e a minha melhor amiga.”
À chegada, André tinha feito um prognóstico cauteloso sobre o que o esperava nagala: “A expectativa de vencer existe sempre, mas sou apenas uma pequenaparte de um todo, um membro de uma equipa muito especial que triunfou o anopassado e que ficou para a história do Futebol Clube do Porto. Esta noite, sevencer, só espero conseguir representar todos os que aqui faltam.”
Mais tarde, já com o troféu nas mãos, o treinador de futebol não escondeu a suasatisfação: “É um prestígio enorme para uma equipa que no ano passado ganhoutantos títulos, por isso, como líder do processo, é com todo o orgulho querecebo este troféu e que o partilho com todos os jogadores. Foi muito bomreceber a gratidão do público. Foi, sem dúvida, um dia de emoções fortes.”
Sobre o futuro, e depois da sua recente passagem pelo Chelsea, que terminou deforma pouco feliz, André foi cauteloso na escolha das palavras: “Vamosver... Acima de tudo, é preciso ter muita ponderação no próximo passo, que teráde ser bem dado e coerente.”
Desta forma, sem pressas, o treinador tem aproveitado para usufruir mais dacompanhia de Joana e das duas filhas, Benedita, de quase três anos, e Carolina,de ano e meio: “Nestas últimas semanas tenho descansado, mas, acima de tudo,tenho-me dedicado à família, para a qual acabo por ter pouco tempo quando estoua treinar. Elas já estão cá e as meni­nas adaptaram-se facilmente a todas estasmudanças.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras