Nas Bancas

Duarte Lima

Duarte Lima

Paulo Jorge Figueiredo

Duarte Lima sai da prisão com pulseira eletrónica

O antigo deputado do PSD estava em prisão preventiva desde novembro do ano passado, mas deverá agora ficar em prisão domiciliária.

Redação CARAS
16 de maio de 2012, 17:31

Em prisão preventiva desde novembro do ano passado, Duarte Lima deverá sair da prisão e ficar em prisão domiciliária e com pulseira eletrónica, depois do pedido dos advogados do antigo deputado do PSD  ter sido aceite pelo juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal e pelo Ministério Público.
Para que esta medida seja efetiva, falta apenas o resultado de um relatório já solicitado pelo juiz Carlos Alexandre à Direção Geral de Reinserção Social e que serve para avaliar se o ex-deputado cumpre os requisitos para ficar em prisão domiciliária com pulseira eletrónica e verificar se este dispositivo está disponível.
Recorde-se que Duarte Lima está preso por ser suspeito de crimes de burla agravada, fraude fiscal e branqueamento de capitais num negócio imobiliário financiado com dinheiros do BPN. O seu filho, Pedro Lima, também está envolvido neste processo, mas ficou a aguardar julgamento em liberdade, depois de ter pago uma caução de 500 mil euros.
Duarte Lima está também a braços com a justiça brasileira, uma vez que é acusado do homicídio de Rosalina Ribeiro, secretária e companheira do falecido milionário português Lúcio Tomé Feteira. Segundo o Diário de Notícias, o julgamento terá início no dia 30 de maio, altura em que serão ouvidas as dez testemunhas de defesa de Duarte Lima. Após esta audição, será a vez da acusação e há ainda a hipótese de o próprio ser interrogado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras