Nas Bancas

Personalidades brindam ao sucesso da renovada Cidadela de Cascais

Cerca de 250 convidados assistiram à inauguração oficial da renovada Cidadela de Cascais e fizeram questão de conhecer todo o espaço que inclui uma pousada, lojas e restaurantes.

Redação CARAS
21 de abril de 2012, 14:00

Construído entre os séculos XV e XVII, o forte militar que inclui a Cidadela e a Fortaleza da Nossa Senhora da Luz é um dos ex-líbris da vila de Cascais. O espaço foi sujeito a uma requalificação – inclui agora uma pousada, lojas e restaurantes – cuja inauguração decorreu há dias, perante diversas personalidades do país, incluindo o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.
Dionísio Pestana, presidente do Grupo Pestana – que há três anos e meio ganhou o concurso que lhe deu o direito a ficar com a exploração hoteleira daquele espaço –, falou das dificuldades sentidas durante estes largos meses e garantiu estar, acima de tudo, otimista com o seu sucesso: “Este era um projeto muito difícil, pois todas as pessoas desta vila estavam muito envolvidas neste espaço e quisemos respeitar isso. Esta é a nova joia da nossa coroa. Estamos muito felizes. Este é um projeto a longo prazo e acreditamos que tudo vai correr bem."
Duarte Nobre Guedes, “cascalense de gema” e acérrimo defensor da dinamização daquele espaço, gostou do resultado: “A Costa do Estoril merecia um trajeto com esta categoria. Estão aqui muitos anos de trabalho, dedicação e acho que tem tudo para vencer e ser uma grande mais-valia para a região. Sou um visitante habitual deste espaço e acho que isto é a joia da nossa coroa.”
António de Almeida Santos foi um dos primeiros a chegar à Cidadela renovada, e aproveitou para observar todos os recantos e apreciar as alterações: “Só o Pestana é que podia fazer uma coisa destas num espaço destes, ele é um grande industrial e um grande amigo. Fui advogado do pai dele durante vinte anos, vi-o nascer, crescer e a amizade que tinha pelo pai continuou para o filho. Não podia faltar a um dia como este.”
Investidor na área hoteleira, Carlos Pinto Coelho faz questão de estar a par dos projetos da ‘concorrência’, até porque considera que tudo o que possa incentivar o turismo de Cascais é bem-vindo: “Faltava a Cascais um aproveitamento deste género. É fundamental que o centro da vila seja revitalizado e esta ideia foi muito boa. Estou convencido de que esta iniciativa vai ser muito boa para todos.”
Após a visita guiada ao espaço, quando o Presidente da República inaugurou a pousada e se realizou a cerimónia protocolar, os cerca de 250 convidados seguiram para para um jantar na Cisterna, onde assistiram a um momento de fados com Cuca Roseta e terminaram a noite na discoteca CC Club.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras