Nas Bancas

Whitney Houston

Whitney Houston

Reuters

Polícia arquiva investigação à morte de Whitney Houston

As autoridades consideram que não houve crime.

Redação CARAS
13 de abril de 2012, 16:42

Passados três meses sobrea morte de Whitney Houston, apolícia de Los Angeles decidiu arquivar a investigação, por considerar que não houvecrime. De acordo com a autópsia, a cantora morreu afogada na banheira do quartode hotel onde se encontrava. “Baseando-nosnos resultados da nossa investigação e nas conclusões dos especialistasforenses, determinámos que não se tratou de um crime. A investigação foioficialmente encerrada”, informou a polícia em comunicado.
Whitney Houston, de 48 anos, tinha um longo historial de abuso de drogas e álcoole terá sido o consumo excessivo de cocaína a provocar uma paragem cardíaca e oconsequente afogamento acidental que lhe causou a morte. Além disso, naautópsia também ficou claro que a intérprete de I Will Always Love You tinha no seu organismo vestígios demarijuana.
A norte-americana foi uma das cantoras mais famosas em todo o mundo nos anos 80e 90, mas a sua carreira começou a desmoronar-se durante o seu casamento com otambém cantor Bobby Brown, umarelação que durou 15 anos e que ficou marcada pela adição de ambos ao álcool eàs drogas. A última reabilitação aconteceu em 2011 e Whitney Houston preparavao regresso aos palcos este ano. Foi encontrada morta num quarto de hotel em LosAngeles no passado dia 11 de fevereiro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras