Nas Bancas

Músicos portugueses dão voz a movimento contra o desperdício

Os artistas juntaram-se na Casa da Morna para apresentar o projeto.

Redação CARAS
10 de abril de 2012, 14:38

António Costa Pereira, fundador da Associação DariAcordar, é o principal responsável pelo movimento Zero Desperdício: Portugal Não se Pode dar ao Lixo, que pretende aproveitar todos os bens alimentares que antes acabavam no lixo (comida que nunca saiu da cozinha, ou cujo prazo de validade se aproxima do fim) fazendo-os chegar a pessoas com fome.
Para dar voz ao movimento reuniram-se vários músicos portugueses com sons tão diferentes como Tim, João Gil, António Pinto Basto, Anabela, Boss AC, Tito Paris entre tantos outros.
Muitos dos artistas juntaram-se no restaurante A Casa da Morna, em Lisboa, para dar a conhecer este movimento à imprensa.
A CARAS falou com Tim que escreveu a letra do hino deste movimento.
"O João Gil fez a música, eu fiz a letra, a partir de uma base que o António Pedro Vasconcelos já tinha, e fomos responsáveis pela gravação do hino e por estar a trabalhar com cerca de 40 artistas de todo o género! Essa parte foi muito engraçada", confessou o vocalista dos Xutos e Pontapés.
O músico falou também da importância de se associar a projetos destes: "É importante dar voz a estes movimentos porque são coisas que precisam de ser feitas e esta é a melhor maneira de ajudarmos: fazendo aquilo que sabemos".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras