Nas Bancas

Regata reúne ilustres na cidadela de Cascais

Entre 28 de março e 1 de abril, Cascais acolheu a regata RC44 Cup 2012, que levou àquela cidade 15 tripulações de diversas nacionalidades numa organização do Clube Naval de Cascais. Na véspera do encerramento, foi organizado um jantar que teve lugar na Cidadela.

Redação CARAS
6 de abril de 2012, 17:00

Apesar da chuva e até da falta de vento num dos dias, a regata RC44 Cup 2012 que decorreu entre 28 de março e 1 de abril em Cascais foi um êxito e deixou maravilhados quer os elementos das 15 tripulações participantes quer os espectadores que assistiram à vitória de Steve Howe ao leme do Katusha, nesta que foi a segunda etapa do circuito mundial de RC44 em vela.
Na véspera do encerramento, um jantar reuniu no Palácio da Presidência, na Cidadela de Cascais, alguns ilustres, entre os quais Miguel Horta e Costa, comodoro do Clube Naval de Cascais, que organizou esta regata: “Foi uma grande satisfação ter aqui os RC44, que são embarcações com condições muito semelhantes entre elas. É uma regata muito competitiva e penso que o Clube Naval de Cascais está mais uma vez de parabéns, porque este é um acontecimento muitíssimo interessante no calendário de regatas deste ano.”
As 15 equipas participantes, de dez nacionalidades diferentes, somavam cerca de 250 pessoas. A Team Cascais de Patrick Monteiro de Barros representou Portugal e classificou-se em 12º lugar, a AEZ da Áustria com os portugueses Nuno Barreto e Gilberto Conde a bordo ficou em 9º, e Diogo Cayolla viu a AFX Capital Racing do italiano Massimo Barranco, equipa que integra, ficar em 15º da geral.
A assistir a esta regata, que teve um impacto económico de 1,5 milhões de euros, estiveram mais de 40 jornalistas estrangeiros, facto com o qual se congratulou o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, que apesar de ter confessado nunca ter praticado vela, reconheceu que “a vela é um fator muito importante para Cascais”, até porque esta é já uma das capitais mundiais de vela. “O mar, para nós, é um fator estratégico”, adiantou ainda o autarca, que acredita que apostas em eventos como este são caminhos possíveis para gerar crescimento económico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras