Nas Bancas

Carla Bruni

Carla Bruni

Reuters

Carla Bruni exige privacidade para a filha

A primeira-dama francesa ficou incomodada com a publicação de uma imagem onde se vê a cara da filha, Giulia, e deixou uma mensagem aos meios de comunicação social na sua página da internet.

Redação CARAS
15 de março de 2012, 12:36

"Em nome da liberdade de imprensa sempre aceitei, sem me queixar, a publicação de fotografias tiradas sem a minha autorização ou a divulgação de informação, por vezes até errada, sobre a minha vida privada. Mas não posso aceitar, nem nunca aceitarei que se pise o direito dos meus filhos viverem em liberdade e no anonimato, quer seja período eleitoral ou não." É esta a mensagem que pode ser lida na página pessoal de Carla Bruni, mulher de Nicolas Sarkozy, e que mostra como a primeira-dama está incomodada com a divulgação de imagens da sua filha Giulia.
Carla Bruni afirma que alguns meios de comunicação social publicaram imagens "onde se vê a cara da [sua] filha" e que foram tiradas "sem o [seu] consentimento". Recorde-se que a pequena Giulia nasceu em outubro do ano passado e a mãe sempre disse que não a ia expor publicamente e ia preservar a sua imagem.
A primeira-dama francesa publicou esta mensagem referindo-se supostamente a um site belga que tem uma imagem onde se pode ver a cara de Giulia, que ao contrário do que é habitual nestas situações, não foi desfocada.
Carla Bruni critica "qualquer utilização que se faça da imagem dos [seus]filhos, assim como qualquer comunicação de informações acerca da sua intimidade" e pede ainda que "se respeite o direito à vida privada dos [seus] filhos considerando que não podem viver trancados em casa".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras