Nas Bancas

Shakira

Shakira

Getty Images

Shakira fala da relação com Gerard Piqué

Em entrevista à Fifa.com, a cantora colombiana revelou que, desde que começou a namorar com o jogador do Barcelona, se tornou fã de futebol.

Redação CARAS
7 de março de 2012, 19:07

Antes de conhecer Gerard Piqué, durante o Mundial de Futebol da África do Sul, em 2010, Shakira não era fã da modalidade. No entanto, a sua opinião mudou desde que começou a namorar com o jogador do Barcelona. Em entrevista à Fifa.com, a cantora colombiana afirmou que agora já consegue ver um jogo de futebol do princípio ao fim. “Agora sim, consigo ver um jogo completo. Vi alguns jogos, para aprender e porque sou muito curiosa. Também gosto de saber como vão as outras equipas, mas não perco uma partida em que jogue o Piqué”, afirmou.
Apesar de nunca se ter interessado por futebol antes, Shakira revelou que a sua família sempre gostou bastante desta modalidade. “Os meus irmãos eram e são muito fanáticos, o meu pai nem por isso. Claro que agora, que tem um "genro" jogador, se mostra muito mais interessado”, declarou.
A cantora, que deu voz à música oficial do Mundial da África do Sul, Waka Waka, confessou que está disposta a apoiar o namorado em tudo, tanto na nível pessoal como profissional. “Entendo que ser futebolista é uma carreira difícil, que exige dedicação, compromisso, disciplina e trabalho de equipa. Um jogador de futebol é como um soldado e tem grandes responsabilidades dentro e fora do campo. E, por isso, estou aqui para apoiar o Gerard no que for necessário”.
Shakira, de 35 anos, disse ainda que, por vezes, é difícil conciliar a sua agenda profissional com a de Piqué, o que os impede de passar mais tempo juntos. “É complicado viver com um jogador de futebol, mas também não é fácil estar ao lado de um artista”.
Shakira acrescentou que os convites para cantar as músicas oficiais dos últimos mundiais contribuíram para o gosto que atualmente tem a ver um jogo de futebol. “Em 2006 fui convidada para cantar no Mundial da Alemanha e, em 2010, tive a sorte de voltar a ser convidada. Aí experienciei um dos momentos mais inesquecíveis da minha vida. O Mundial da África do Sul marcou-me muito a nível pessoal e profissional. Comecei a relacionar-me com o futebol e a entender a importância e o impacto que tem este desporto nas vidas de milhões de pessoas diariamente, nos sonhos de jovens e crianças que decidem passar tantas horas da sua vida a jogar à bola, e as paixões que cria em tanta gente no mundo inteiro”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras