Nas Bancas

Dominique Strauss-Kahn

Dominique Strauss-Kahn

Reuters

Strauss-Kahn interrogado pela polícia sobre caso de proxenetismo

O antigo diretor-geral do FMI continua a dar que falar pelo seu envolvimento em escândalos sexuais.

LUSA
22 de fevereiro de 2012, 16:25

Dominique Strauss-Kahn, antigo diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), foi ouvido pela polícia em Lille (norte de França) esta terça-feira, no âmbito da investigação a um caso de proxenetismo.
A polícia pretende averiguar o alegado envolvimento do político francês numa rede de prostituição que é conhecida em França como o “caso Carlton”.
As autoridades francesas ouviram testemunhos de prostitutas que disseram ter tido relações sexuais com Strauss-Kahn em 2010 e 2011 em hotéis e restaurantes em Paris e em Lille (um dos quais o Carlton), e em Washington, onde o então diretor do FMI vivia.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras