Nas Bancas

Manuel Mendonça, Filomena Teixeira e a filha, Carina, mais unidos que nunca à saída do tribunal

Manuel Mendonça, Filomena Teixeira e a filha, Carina, mais unidos que nunca à saída do tribunal

Joaquim Norte de Sousa

Caso Rui Pedro: Afonso Dias absolvido por falta de provas

Ricardo Sá Fernandes, advogado da família do jovem que desapareceu há 13 anos em Lousada, pediu recurso.

LUSA / Redação CARAS
22 de fevereiro de 2012, 17:28

O tribunal de Lousada absolveu esta quarta-feira o arguido Afonso Dias do rapto de Rui Pedro, a criança desaparecida em Lousada a 4 de março de 1998, por falta de provas. Segundo o coletivo de juízes, não se provou nem a tese de rapto nem o encontro do menor com a prostituta Alcina Dias, que alegou ter estado com a criança no dia do seu desaparecimento.
O advogado da família de Rui Pedro, Ricardo Sá Fernandes, pediu recurso.
Filomena Teixeira esteve inconsolável durante toda a leitura do acórdão e a filha, Carina Mendonça, também não conseguiu conter as lágrimas ao ouvir que Afonso Dias tinha sido absolvido. Esta foi, aliás, a primeira vez em todo o processo que a irmã de Rui Pedro, que tem sido o pilar da família, se emocionou em público.
Também Afonso Dias, que esteve acompanhado pela mulher, Rosa, chorou ao ouvir a juiz dizer que não poderia ser acusado do rapto da criança, por falta de provas. “Graças a Deus”, exclamou. No entanto, esta decisão não alterou a ideia que as pessoas têm a seu respeito, uma vez que foi vaiado e chamado de assassino à saída do Tribunal de Lousada.
Manuel Mendonça, a mulher, Filomena, e a filha, Carina, deixaram o local sem prestar declarações.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras