Nas Bancas

Morreu Zelda Kaplan

A 'socialite' americana, de 95 anos, teve um colapso durante um desfile da Semana de Moda de Nova Iorque e morreu momentos depois.

Redação CARAS
16 de fevereiro de 2012, 15:31

Estava sentada na primeira fila do desfile de Joanna Mastroianni, no Lincoln Center, em Nova Iorque,quando desmaiou, logo no início do desfile. Pouco tempo depois, Zelda Kaplan foi levada para o hospital Roosevelt onde foi pronunciada a sua morte. Tinha 95 anos e era uma socialite e ícone da moda americana e defensora dos direitos das mulheres.
Conhecida pelo seu excêntrico sentido de moda, pela sua energia e pela forma positiva como encarava a vida, era vista por muitos como um exemplo de como é possível envelhecer graciosamente. A sua imagem de marca eram os óculos de tamanho exagerado e os fatos de tecidos vistosos, com chapéus a condizer. Zelda Kaplan comprava os tecidos a artesãos dos países por onde passava como defensora dos direitos humanos, sobretudo femininos, e transformava-os depois em fatos e respetivos chapéus. Era frequentemente vista em eventos e festas até altas horas da manhã e a própria afirmava que a sua hora de se deitar era "entre a meia-noite e as sete da manhã".
Em 2003 foi feito um documentário sobre a sua vida chamado Her Name is Zelda e o The New York Times referiu-se a Zelda Kaplan como "a coruja noturna mais antiga e querida de Nova Iorque". Mas a socialite nunca percebeu o porquê dos comentários acerca da sua idade e disse ao Times: "Sou uma pessoa curiosa e quero continuar a aprender até acabar. E quando acabar, acabou". A sua vida preenchida acabou ontem, em Nova Iorque.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras