Nas Bancas

Manuel Mendonça e Filomena Teixeira, pais de Rui Pedro

Manuel Mendonça e Filomena Teixeira, pais de Rui Pedro

Joaquim Norte de Sousa

Caso Rui Pedro: Ministério Público pede seis a sete anos de prisão para Afonso Dias

O julgamento está a decorrer no Tribunal de Lousada.

Redação CARAS
27 de janeiro de 2012, 15:28

Esta manhã, nas alegações finais do julgamento do caso Rui Pedro, a procuradora do Ministério Público pediu seis a sete anos de prisão para Afonso Dias. "Temos a certeza que o arguido consumou o crime [de rapto]", afirmou,  referindo ao longo de quase duas horas os factos que sustentam a sua alegação. A procuradora disse ainda que Afonso Dias, apontado como principal responsável pelo desaparecimento ao longo dos últimos 13 anos, “não tem o mínimo sinal de arrependimento. Comporta-se com total indiferença”. “Provou-se que o arguido raptou Rui Pedro, levando-o a Lustosa contra a vontade dos pais do menor. (…) Avaliei a prova e cheguei à conclusão que o arguido é autor dos factos aqui julgados. Peço justiça e humanidade para a resolução do caso. No final deste processo fica a mágoa e angústia por não se descobrir o que aconteceu ao Pedro. O Ministério Público pede justiça e espera que esta seja feita”, concluiu.
À saída do Tribunal de Lousada, o pai de Rui Pedro, Manuel Mendonça, afirmou: "O que aconteceu no dia ate é perdoável porque um azar qualquer homem pode ter, mas treze anos de silêncio e ficar a ver as outras pessoas a sofrer acho que é a parte mais difícil de perdoar ao Afonso".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras