Nas Bancas

Amanda Holden correu risco de vida durante o parto

A atriz foi mãe de uma menina, Hollie Rose, na passada segunda-feira, dia 23, mas precisou de várias transfusões de sangue para sobreviver.

Redação CARAS
26 de janeiro de 2012, 18:42

Amanda Holden ficou em “estado crítico” durante três dias depois de ter sido mãe de uma menina, na passada segunda-feira, dia 23. A bebé, Hollie Rose, nasceu “saudável”, de cesariana, num hospital de Londres, no entanto, a mãe precisou de ser internada na unidade de cuidados intensivos, onde recebeu várias transfusões de sangue e ficou ligada ao ventilador.
A notícia do nascimento só foi divulgada depois do estado de saúde da atriz e jurada do programa Britain’s Got Talent ser considerado estável pelos médicos. “Ela está estável e espera estar totalmente recuperada em breve. Agradecemos que respeitem a sua privacidade neste momento”, afirmou Alison Griffin, representante da estrela e do marido, Chris Hughes. “A Amanda quase morreu. Era uma situação de risco. Houve uma grande perda de sangue”, afirmou uma amiga do casal citada pela revista Hello!.
Amanda Holden, de 40 anos, já tinha tido complicações durante a gravidez da sua primeira filha, Lexi, após ter sofrido um descolamento de placenta que levou a que o bebé nascesse de cesariana. No início de 2011, Amanda Holden voltou a ter problemas, quando aos sete meses de gestação o bebé nasceu morto. Já em 2010, a atriz sofreu um aborto espontâneo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras