Nas Bancas

137353795.JPG

Getty Images

Jude Law vai ser indemnizado no caso das escutas do 'News of the World'

O jornal de Rupert Murdoch vai indemnizar 37 pessoas na sequência das escutas telefónicas ilegais, com o objetivo de retirar as queixas contra a publicação.

Redação CARAS
20 de janeiro de 2012, 12:58

Jude Law está incluído no grupo de 37 pessoas que vão ser indemnizadas no caso das escutas ilegais do News of the World. O grupo News International, propriedade de Rupert Murdoch, declarou esta quinta-feira em tribunal que chegou a acordo extra-judicial com as vítimas das escutas telefónicas com o objetivo de retirarem as queixas contra o News of the World. O ator vai receber 155 mil euros de indemnização, depois de o jornal britânico ter reconhecido que tinha espiado o seu telefone entre 2003 e 2006. Já a ex-mulher de Law, Sadie Frost, também retirou a queixa contra a publicação e vai receber 59 mil euros. “Agora consegui tudo o que pretendia do News of the World. Admitiram o alcance das suas actividades ilegais e reconheceram que estiveram mal”, revelou Jude Law no tribunal de Londres.
Entre as vítimas das escutas encontram-se também o futebolista Ashley Cole, a cantora Dannii Minogue, a apresentadora de televisão Ulrika Jonsson ou os ex-ministros trabalhistas Chris Bryant, Tessa Jowell e Denis MacShane. No total, o jornal de Rupert Murdoch terá de pagar mais 774 mil euros.
No entanto, o advogado Mark Thompson afirmou que não foi possível chegar a acordo com todas as vítimas e, por isso, o julgamento vai prosseguir no próximo mês de fevereiro. A Polícia Metropolitana de Londres estimou que cerca de 800 telefones foram vigiados pelo jornal News of the World. Apesar das queixas terem sido retiradas, o governo britânico continuará com as investigações sobre o caso.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras