Nas Bancas

Abel Dias surpreende amigos e familiares com espetáculo sobre a sua história de vida

“Fiquei muito emocionada. O que o Abel está a fazer aqui é arte.” (Lili Caneças)

Redação CARAS
7 de janeiro de 2012, 18:32

Cronista social, fotógrafo, produtor e agora ator. Aos 60 anos, Abel Dias decidiu seguir um sonho de criança e virou-se para a representação. Para combater a crise e a falta de trabalho, o cronista social montou um espetáculo intitulado Just Me, Myself and Maybe You, onde, acompanhado ao piano, canta e conta a história da sua vida, no restaurante Número 1, em Lisboa. “Há um mês e meio acordei um bocadinho preocupado porque tinha ido ao banco e não estava lá muito dinheiro. Sempre fui freelancer e agora há menos trabalho fotográfico, mas as contas são as mesmas. Era preciso pensar no que fazer. Nessa noite sonhei com uma espécie de café-concerto que vi em Nova Iorque há 35 anos, onde uma argentina cantava sobre a história da sua vida e ia falando com as pessoas. Fiquei a pensar nisso e no mesmo dia comecei eu a escrever o meu dinner show, que é a história da minha vida, não contada por mim, mas por um personagem que eu criei, um clone, que se chama Augusto Pais, os meus nomes do meio”, contou o artista.
Na noite de estreia, Abel Dias contou com o carinho e apoio de vários amigos, como foi o caso de Lili Caneças: “Fiquei muito emocionada. Não sei se ele tem a noção de quão bom é. Isto que ele está a fazer aqui é arte. Está ao nível dos grandes artistas mundiais.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras