Nas Bancas

George Michael agradece aos médicos que lhe salvaram a vida

O cantor britânico esteve internado na Áustria durante um mês, devido a uma pneumonia grave, e agora que já regressou a casa garante que esteve à beira da morte.

Redação CARAS
24 de dezembro de 2011, 13:36

Depois de um mês de internamento no hospital universitário de Viena, Áustria, George Michael teve alta e pôde regressar ao Reino Unido, onde vai passar o Natal com a família. Visivelmente mais magro e abatido, o cantor disse aos jornalistas que o aguardavam em frente à sua residência, no norte de Londres, que passou “o pior mês da sua vida” e que esteve “entre cá e lá durante algum tempo”. “Mas desde que acordei, há dez dias, não parei de agradecer ao pessoal médico que me salvou a vida. Estou muito fraco, mas sinto-me bem. Se eu não fosse já uma pessoa espiritual, esta experiência ter-me-ia transformado”, acrescentou antes de explicar que os médicos o aconselharam a não falar muito durante a recuperação e de desejar um bom Natal a todos os presentes.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras