Nas Bancas

Ex-miss Venezuela Eva Ekvall morre vítima de cancro da mama

Desde o ano passado que a modelo, agora atriz e apresentadora, enfrentava uma dura batalha que acabou por não vencer.

Redação CARAS
18 de dezembro de 2011, 17:30

Eva Ekvall, que foi coroada Miss Venezuela em 2000, morreu ontem, aos 28 anos, em Houston, Estados Unidos. Depois de quase um ano a lutar contra o cancro da mama, a modelo, atriz e apresentadora acabou por não conseguir vencer a batalha. "Lamentavelmente o cancro teve a última palavra", disse o escritor venezuelano Leonardo Padrón a um canal televisivo. O ecritor adiantou ainda que Eva Ekvall mostrou ter uma "enorme coragem" na sua luta contra o cancro.
Recorde-se que Eva tinha uma filha com cinco meses quando lhe foi diagnosticado, numa consulta de rotina, cancro da mama. Nessa altura, a doença já estava num estágio avançado mas Eva não desistiu. Durante cerca de oito meses submeteu-se a tratamentos de quimioterapia, radioterapia e acabou por fazer uma mastectomia dupla.
Para dar conta da doença e partilhá-la decidiu escrever um livro, cuja capa é a própria modelo, com pouco cabelo e pouca maquilhagem. Neste documetário comovente revelou, sem dramas, pormenores dos tratamentos que foram inclusivamente fotografados. Diz que quem mais sofre é a família e confessa que o pior foi não poder pegar na filha ao colo na data do seu primeiro aniversário, pouco tempo depois de ter feito a mastectomia. "A minha avó morreu com cancro da mama e uma tia teve a doença duas vezes. Mesmo assim, quando notei, durante a gravidez, que se passava algo estranho com os meus seios não dei grande importância. Só fui ao médico quando a minha filha já tinha seis meses e sentia alguma dificuldade em pegá-la ao colo. Mas nunca me passou pela cabeça que o diagnóstico fosse cancro", revelou a ex-miss que passou a ter um papel ativo no que diz respeito a sensibilizar as mulheres  para a importância do diagnóstico precoce.
Outro dos testemunhos de Eva no livro prende-se com o facto das pessoas no seu país investirem muito na beleza e pouco na saúde: "As pessoas na Venezuela não têm problemas em falar de implantes de silicone ou sobre o resultado de cirurgias plásticas mas o cancro da mama ainda é um assunto tabu". E foi isso que Eva quis desmistificar. Fê-lo até sábado, 17 de dezembro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras